Terça-feira, 17 de Agosto de 2010

E dançávamos divinamente!

Quando nos conhecemos era uma festa!

As nossas monótonas vidas, de então, de repente passaram a ser dias de festa.

Logo pela manhã, mal o dia despontasse, ligavas-me para me dizeres bom dia e para louvares o dia anterior, que vivêramos juntos. E, invariavelmente, recitavas aquilo a que passei a chamar de -"a nossa oração".

Dizias-me então, assim:

- "Bom dia para si, o meu amor amado. Bom dia para si, a mulher que eu amo...Obrigado pelo amor que me oferece; obrigado pelas alegrias que me provoca e dá; obrigado pelo interesse que mostra, em tudo o que eu faço; obrigado pelo sexo bom, que fazemos, um com o outro; obrigado pelas suas fantasias, sempre tão originais; obrigado por tudo o que me tráz de novo."

Do lado de cá, eu respondia-te, com o meu peito a transbordar de paixão eufórica:

- Meu "deus" obrigada. Muito obrigada! Ámen.

Desligávamos e cada um ia à sua vida... E ao longo do dia eram alguns outros telefonemas, pontuais, que nos mantinham sempre em contacto... E combinávamos os nossos encontros e as nossas danças: alta noite e sempre em ritmos frenéticos, quentes, dengosos...Calientes!

Um dia, vá-se lá saber quando, exactamente, deixáste de ligar, todos os dias, pela manhã; depois, deixáste de "recitar a nossa oração"; deixáste de ir ligando, ao longo do dia; deixei eu de te atender, quando me ligavas; deixámos de sair; deixámos de dançar a mesma dança!...

Por onde andarás agora?

- Por mera curiosidade gostava de saber por onde andarás agora!...

Enquanto durou, a nossa original fantasia, fomos imensamente divertidos; felizes e bem sucedidos: na cama - com sexo e sem sexo - e, em todo o resto. E dançávamos divinamente!

- Éramos loucos; jovens; bonitos; gostávamos da vida e da dança; e de sermos felizes.

E fomos muito, muito felizes, um com o outro.

- É essa verdade que hoje aqui recordo.

É hoje, essa, a minha evasão.

 

sinto-me: a amar a dança ...
publicado por mcm às 11:08
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 3 de Agosto de 2010

Um dia dei-te rosas e lírios... e tu coráste!

Eras um homem de quem eu gostei muito!

Não eras nada de especial - fisicamente - mas eu achava-te engraçado e sentia-me bem contigo, quando partilhávamos ideias; discutiamos ideias; faziamos escolhas de índole cultural; de índole gastronómica;  quando faziamos sexo só por sexo; sexo com amor; quando viviamos o «nosso» romance, a dois, que durou até se acabar.

Eras o «meu homem»! Aquele que me inspirava tudo e para tudo, naquela altura da minha vida!

Eu acho que estava muito apaixonada por ti; que tu estavas muito deslumbrado por eu te querer; que os outros gostavam de nos ver juntos:

- De mão dada; abraçados; sentados um em frente ao outro; a rir; a "chalaçar" sobre as coisas giras que nos motivavam para a conversa que nunca se acabava entre nós...

Um dia em que estava muito feliz, com a nossa vida comum, quis surpreender-te!

Fui a uma florista e comprei duas rosas vermelhas; um lírio branco; um lírio roxo; um lírio amarelo.

Pedi para me fazerem um ramo singelo e mandei colocar um pouco de verdura - hera - e fui ter contigo ao teu escritório...

Era o fim do dia, tu já estavas sozinho, e entrei e dei-te o ramo!

Tu coráste e disseste-me com ar de menino apanhado em flagrante:

- "Só tu és mais bonita que este ramo de flores! O teu amor por mim faz-me vaidoso! Sou um homem muito vaidoso de ti  e por ti. Obrigada!"

Arrumáste a tua secretária e saimos para jantar e descontrair e conversar e rir.

Hoje, agora, é o "resto" dessa noite que, neste exacto momento, eu recordo em especial.

- Nunca ninguém te tinha dado flores, disséste-me quando já mais tarde nos beijávamos com paixão!

Eu gostava de te surpreender. Tu gostavas que eu o fizesse.

Por vezes éramos ambos muito criativos! A paixão fazia-nos mais inteligentes e mais exigentes.

- A paixão, enquanto dura, é uma enorme festa à roda da vida. Nós éramos uma festa à Vida!

sinto-me: a divagar...
publicado por mcm às 10:16
link do post | comentar | favorito
Domingo, 13 de Dezembro de 2009

«O diário de Rita»... «festas e saídas» 1

(continuação)

...

-“Estou atrasada, com frio e baralhada! Ah... e estou cheia de projectos para este dia...

- Estou muito esperançada em boas vibrações e boas "ondas", para este resto de fim-de-semana... E estou, também, confusa porque quero estar bonita e confortável e tenho frio; embora saiba que, mais daqui a pouco, essa sensação já me passou; e por isso tudo, hoje, não sei que vista.

Se puser roupa mais chique, bbbbrrrrrrr! Gelo!... Se puser roupa mais quente, fico demasiado, vulgar! Então como encontrar o look certo? A roupa adequada?...”

Rita toma um banho, rápido, e pensa naquilo que irá vestir para levar a um almoço, para o qual foi convidada. É em casa de amigos, mas é uma antecipação do «Natal». É uma «festa»!

Todos os anos, estes seus amigos proporcionam, aos mais íntimos, um dia de convívio salutar, de amizade sem barreiras e descontracção...

- Uma verdadeira festa da Amizade e da Verdade!

Eles vivem bem, são simpáticos e muito generosos. Têm prazer em dar prazer, aos seus amigos... e é esse detalhe que os torna tão queridos e especiais.

Rita que é, todos os anos, convidada faz questão em comparecer e estar no «seu» melhor! Estar à altura do momento festivo.

Este ano será igual. Rita vai: com alegria e com gosto em rever todos os que por lá, hoje,  irá encontrar.

Rita irá vestir um vestido de malha, justo, preto e pelo meio da perna. (uma camisola mais comprida e que se chama «vestido»)

Calçará umas botas de cano alto e de cor, também, preta; com colantes opacos de cor mel.

Colocará como adereços, um colar da cor das colantes - mel - com contas grandes e pequenas e os elos, de ligamento, pretos; e um anel grande, no dedo anelar, e a condizer com o colar e as botas.

Vestirá o seu casaco de cabedal, até aos pés, «à Matrix Revolutions», e uma carteira, em pele bege e que foi presente do natal do ano anterior; foi-lhe oferecida pelos seus anfitriões desta tarde...

- Rita gosta de homenagear os presentes que recebe perante quem lhos ofertou!

A tarde vai ser festiva, alegre e de desmandos gastronómicos. Amanhã, Rita contará como foi: o que levou para oferecer como «seu» Pai Natal e o que vai receber; pois que é hábito, haver troca de presentes, entre todos os convivas...

Vai ser divertido e muito regenerador, dos afectos saudáveis!

...

Continua

sinto-me: gaiteira...
publicado por mcm às 10:56
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 12 de Agosto de 2009

«O diário de Rita»...

(continuação)

...

Rita, hoje, vai a uma festa e quer ir com um ar diferente!

- Quer ir bem, bonita e gostosa... sem parecer igual às outras... mas querendo que a olhem e a admirem...

Rita está indecisa... e cheia de dúvidas; tem uma festa e hesita, em se irá vestida de cerimónia ou mais «casual»... se irá para arrasar ou tipo despercebida; discreta ou chamativa...

Olha para todos os seus inúmeros vestidos, tops, túnicas, «leggings» e...sabe-se lá que mais, tudo ali dependurado na sua frente, mas não consegue optar... Umas coisas são demasiado formais, outras demasiado vistosas e as outras demasiado comuns!

Rita, hoje quer ir com aquele toque de diferença, no seu visual, que a distinga pela positiva; Rita quer ir moderna, mas sóbria! Mas não quer parecer igual a ninguém. Aliás, nesse item Rita é sempre constante:

- Rita nunca segue as modas que todas usam; sempre da mesma maneira; sempre parecendo todas iguais umas às outras.

 Rita detesta uniformes, fardas e afins. Rita é quem faz e dita, a sua própria moda.

Rita - dizem - tem gosto para se vestir. Não que se esforce muito com isso. É uma coisa que lhe sai natural... Tem sentido estético, e, predilecção por silhuetas femininas com roupas monocromáticas, adereços que lhes dêem alguma luz ao rosto... e com sapatos, sempre, de salto alto e fino.

Hoje Rita tem uma festa de Verão, com gente badalada e por convite. E Rita sabe que irá ver, todo o mulherio, de calças, com tops e com sapatos, todos quase iguais...

Mas Rita decide que irá de vestido:

- Branco, justo e pelo meio da perna. Colocará um colar cor de mel, com pulseira a condizer e uns brincos em forma de flor; dourados e pequenos...

As unhas estão pintadas de cor neutra e a maquilhagem será a do costume.

Rita levará, ainda, uma bela e sexy écharpe, em cor vermelha, que colocará sobre os ombros, acompanhando o comprimento do seu vestido branco de malha de seda...

Rita já se decidiu e agora é só fazer a sua produção...Sabe que valerá a pena.

- Rita adora festas...

Conhece sempre gente interessante e faz contactos preciosos...

Sair de casa vale sempre a pena... ( pensa Rita que já está um pouco atrasada...)

...

continua

sinto-me: festiva
publicado por mcm às 11:05
link do post | comentar | favorito

.Eu...

.pesquisar

 

.Outubro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Um "daqueles" dias: de tu...

. Festa...

. Adoça a tua Alma...Olha a...

. ... corpos incendiados...

. Comprei-te um cinto, para...

. ...dás cada vez mais "neg...

. Despe-me devagar; com req...

. Apeteceu-nos "festa"...

. Estados de alma...

. Eu, feliz como um passari...

.arquivos

. Outubro 2016

. Setembro 2015

. Março 2015

. Janeiro 2015

. Agosto 2014

. Dezembro 2013

. Outubro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Março 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

.tags

. todas as tags

.Subscrever feeds

.links

.favoritos

. VIAGEM A PARIS E (DE GRAÇ...

. Diário de Rita... o beijo...

. «O diário de Rita»...home...

. «O diário de Rita»...

. O meu Blog Original...

. Boa Páscoa...

. Surpresa pela negativa!