Sábado, 27 de Novembro de 2010

O vazio da orgia...

Passeio-me hoje pelas dobras da memória!

- Hoje revisito os lugares das nossa tórrida paixão.

Fomos de facto muito apaixonados um pelo outro.

Tu por mim; pelo meu corpo; pela minha voz; pelas minhas mãos; pelas minhas ideias, sempre à volta de ti; do mundo inteiro; das nossas vidas.

Eu por ti; pelas tuas carícias; pelos teus encantos; pelos teus ideais; pelas tuas mãos, desdobrando todas as pregas do meu corpo, jovem, e sedento de afectos, de sexo, de paixão. Éramos dois jovens cheios de ideias, ideais, e de vontades!

Não sei qual dos dois mais se deu; mais trouxe; mais colocou na mesa, dessa orgia; aonde nos consumíamos, um ao outro, até ao fim dos nossos limites.

Hoje que te recordo, sinto o vazio dessa "mesa" da nossa orgia.

- Sinto o frio da tua ausência; sinto o vazio, da ausência, do teu corpo; sinto a "mesa" sem nada. Só  uma "mesa" mais nada!

E é nesta tão desolada e fria manhã de Outono, que te digo que as minhas memórias estão, ainda, todas acesas. Intactas.

Recordo muito bem como as nossas noites de amor, eram passadas:

- Tu em cima de mim; por baixo de mim; ao lado de mim; pegado a mim.

- Eu entregue a ti; entregue ao prazer que me davas; entregue ao prazer que sabíamos sentir ali; dar ali; fruir, até ao topo!

Tudo agora é passado! As nossas vidas seguem novas direcções.

Sinto um enorme vazio quando te recordo. Sinto, também, um grande conforto, quando te recordo.

- Se por um lado já não te tenho, pelo outro lado sei que, as nossas melhores épocas, foram as que vivemos juntos.

Foi bom que assim fosse.

Hoje, ao menos, recordo-te, pelo bem que me fizeste e permanece, ainda, imaculado, em mim.

E tu sabes, como eu o sei, que o que nos prendeu, dessa forma tão definitiva, era mais intenso que o sexo que fazíamos; também ele muito intenso. Também ele nos marcou...

- O que nos prendia, acima de tudo, um ao outro, era que tínhamos Almas gémeas.

Tu e eu éramos Almas gémeas. E, como tal, morremos um pouco, no dia em que nos separámos.

- Uma Alma Gémea nunca se desprende da sua homóloga. Nunca. E desta forma as coisas ficam dificeis de prosseguir...

As coisas da vida ficam todas muito dificeis de levar! É o vazio da orgia...

sinto-me: a divagar...
publicado por mcm às 10:42
link do post | comentar | favorito

.Eu...

.pesquisar

 

.Outubro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Primeiras chuvas de Outon...

. Outono!

. Primavera!

. Hoje

. O circo

. Diz-se ...

. Destralhar ?

. Que triste!

. Mais um Natal!

. E aquele Blatter ?! ...

.arquivos

. Outubro 2016

. Setembro 2015

. Março 2015

. Janeiro 2015

. Agosto 2014

. Dezembro 2013

. Outubro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Março 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

.tags

. todas as tags

.Subscrever feeds

.links

.favoritos

. VIAGEM A PARIS E (DE GRAÇ...

. Diário de Rita... o beijo...

. «O diário de Rita»...home...

. «O diário de Rita»...

. O meu Blog Original...

. Boa Páscoa...

. Surpresa pela negativa!