Quinta-feira, 11 de Novembro de 2010

Um "ICEBERG" entre nós dois ...

Tínhamos e temos, uma parede muito espessa, de cimento, entre ambos.

Aos poucos deixámos de nos tocar; de nos aproximar-mos um ao outro; de fazermos qualquer acto mais intimo, um com o outro.

- Afastámo-nos do desejo e do sexo, faz já muito tempo.

Vivíamos bem; tínhamos uma vida tranquila e desafogada; passeávamos; íamos para férias, mas já há quase três anos que não fazíamos sexo algum. Davamos um beijo de raspão ao encontrar-mo-nos, pela tarde, à chegada a casa - e era tudo.

Não sei como as coisas chegaram a este ponto, mas chegaram.

- Éramos muito stressados com as nossas profissões; carreiras; filhos; afazeres de toda a ordem.

Quando caíamos na cama só queríamos dormir e recuperar para o dia seguinte.

Ao princípio ainda fazíamos uma noite de sexo, mais ou menos intensa, aos fins-de-semana... mas, até esse ritual descurámos.

Agora, eu penso que a nossa vida, em conjunto, tem essa brecha aberta, entre nós. Não temos vida íntima e parece que essa ferida começa a doer-me e a doer-te.

No entanto não falamos no assunto; não fazemos nada para partir o iceberg, que se meteu entre os nossos dois corpos, afastando-os, cada um para seu canto da cama. Dormimos juntos como dois desconhecidos há quase três anos.

Eu penso nisso como uma doença crónica e que cada vez me incomoda mais. Sei, porque pressinto nas tuas reacções, que também tu estás infeliz.

Vivemos esta vida do dia a dia; temos um grande património que construímos; temos as nossas carreiras no topo; e, não temos sexo nem intimidade alguma.

Esta vida revolta-me e não sei como sair dela. É esta a nossa rude actualidade!

Um dia destes enfrento-te e vamos ter que falar neste assunto; vamos ter que desbloquear este desagradável e traumatizante, assunto; vamos ter que ver se ainda conseguimos acariciar-nos, beijar-nos na boca, tocar-nos de alto a baixo e sermos um casal por inteiro:

- Com filhos; com contas bancárias conjuntas; e com sexo um com o outro.

Vou ter que dar este passo, para nosso bem.

- Vamos ver no que isto dará!

Tenho dias em que parece que vou rebentar de insatisfação! Sinto-me uma mulher sem nada de bom na sua vida intima. Sinto-me uma máquina de trabalho.

sinto-me: a contar coisas...
publicado por mcm às 10:42
link do post | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

.Eu...

.pesquisar

 

.Outubro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Primeiras chuvas de Outon...

. Outono!

. Primavera!

. Hoje

. O circo

. Diz-se ...

. Destralhar ?

. Que triste!

. Mais um Natal!

. E aquele Blatter ?! ...

.arquivos

. Outubro 2016

. Setembro 2015

. Março 2015

. Janeiro 2015

. Agosto 2014

. Dezembro 2013

. Outubro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Março 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

.tags

. todas as tags

.Subscrever feeds

.links

.favoritos

. VIAGEM A PARIS E (DE GRAÇ...

. Diário de Rita... o beijo...

. «O diário de Rita»...home...

. «O diário de Rita»...

. O meu Blog Original...

. Boa Páscoa...

. Surpresa pela negativa!