Quinta-feira, 26 de Agosto de 2010

...eras bastante doidivanas; quase patético!...

Quando comecei a conhecer-te melhor, pude verificar que fazias coisas inenarráveis!

- Eras um homem tão inteligente, por um lado; e tão estúpido por tantos outros, que chegavas a ser patético!

A partir de dada altura passaste a ser, para mim, um quase "estudo de caso".

Tu aprontavas o que aprontavas; eu, cá para mim, tentava constatar se procederias como eu acahava que, nessas circunstâncias, o farias:

- E raramente me surpreendias! Quando tinhas procedimentos miseráveis, ias até ao fundo do inferno e fazias tudo o que te desse na "mona", sem te importares com quem estava a teu lado...

Recordo aquele dia em que foramos jantar lá para os lados de Sesimbra.

Comemos, bebemos e fomos dar, depois, uma caminhada na praia.

Voltámos, passada meia hora, à marginal, em direcção ao carro, e, aí, em frente a um dos cafés, ainda abertos, desataste a correr como se te tivesse dado uma cólica intestinal e tivesses que ir rápido à "casinha"...

Fiquei cá fora a aguardar-te.

Passaram quinze minutos e tu não vinhas; entrei e coloquei-me em frente do WC na ânsia de te ver sair; passava já meia hora, e tu ainda lá dentro...

Preocupada e expectante - porque ninguém entrava nem saia - eu abri a porta...

- E, estavas enlevado a falar com alguém, com palavras derretidas e melosas - de costas para quem entrasse.

Não me viste e eu não te disse nada.

Voltei cá para fora, para o frio e o escuro da noite, e a tentar refazer-me daquilo que se estava a passar ali, connosco.

Quando passada  mais meia hora saíste de lá, disseste-me que estiveras mal disposto - mas sem grande convicção nem teatro.

E pediste desculpa pelo tempo que passara, como se tudo fosse só normal.

Eu, não te disse nada.

- Afivelei o meu ar inacessível; caminhamos para o carro, em silêncio, absoluto; encetámos o regresso.

Com o frio; a indignação; a raiva; as curvas da serra - na vinda, comecei a vomitar, a vomitar, a vomitar...

Paraste e fomos para um café para eu tomar uma água e serenar o estômago.

-  Que a Alma era impossível!

Nunca falámos disso que eu vi que fizeste; nunca soubeste que eu senti repulsa de ti; durante dias não te falei; nunca fizemos sexo nem houve qualquer intimidade entre ambos, nos tempos mais próximos; e elegi o TLM como o "inimigo" número um da nossa relação.

Quando me vias, assim, penso que lá por dentro sabias que eras tu, o motivo de eu estar tão ressabiada e distante! Penso que te questionarias sobre o que é que eu sabia, ou não sabia, para estar assim!

Mas, também, nessas alturas, e chutando a bola para cima, como era teu hábito, tu, depois, insinuavas que eu tinha um grande mau feitio. E resolvias as coisas assim!

Hoje, que me recordo de como eras um lamentável doidivanas e um patético traidor, quase me apetecia perguntar-te:

- Quem é que, dos dois, tinha mau feitio?

Mas essas disrupções, comportamentais, tuas, só me feriram durante algum tempo.

Mais para diante, considerava-te - como já acima disse e escrevi - um perfeito"estudo de caso;" e, ainda, de vez em quando, se tenho um pesadêlo em que tu entres, existe sempre, e também, um TLM.

sinto-me:
tags: , , , , ,
publicado por mcm às 10:07
link do post | comentar | favorito

.Eu...

.pesquisar

 

.Outubro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Primeiras chuvas de Outon...

. Outono!

. Primavera!

. Hoje

. O circo

. Diz-se ...

. Destralhar ?

. Que triste!

. Mais um Natal!

. E aquele Blatter ?! ...

.arquivos

. Outubro 2016

. Setembro 2015

. Março 2015

. Janeiro 2015

. Agosto 2014

. Dezembro 2013

. Outubro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Março 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

.tags

. todas as tags

.Subscrever feeds

.links

.favoritos

. VIAGEM A PARIS E (DE GRAÇ...

. Diário de Rita... o beijo...

. «O diário de Rita»...home...

. «O diário de Rita»...

. O meu Blog Original...

. Boa Páscoa...

. Surpresa pela negativa!