Domingo, 11 de Abril de 2010

Diário de Rita...a nossa actualidade devora-nos...

...

Rita está aqui, sentada, a pensar na vida e na actualidade deste nosso mundo, que lhe chega através das notícias.

Rita fixa-se naquela tragédia que se abateu sobre as pessoas que viajavam naquele avião em que seguia o Presidente da Polónia. Morreram todos!

- De repente a vida acabou-se! Bastou um ramo de uma árvore! Bastou uma eventual «rebeldia» da tripulação! Bastou que a natureza das coisas se alterasse!

Rita lembra-se então de que não gosta de aviões;  que não gosta de ir fechada lá dentro e  de não poder escapar-se de lá para lado nenhum!

Rita pensa, que nesta nossa actualidade, quase infernal, dos nossos dias a nossa natureza é aviltada, quase, permanentemente.

- Que interessa não se gostar de andar de avião se, não se entrando num avião, hoje em dia, não chegamos rápido, a lado nenhum? Nem à morte?

A rapidez, a velocidade, o stress, não nos permitem viver a nossa vida como deve ser:

- Saboreando as coisas, com calma e com tempo.

Então Rita conclui que a natureza das coisas é essa:

- Uma actualidade que nos consome e leva até à fronteira final, antes que nos dêmos conta.

- Leva-nos daqui quando menos esperamos! Obriga-nos a correr para o Fim.

Dizem que o Presidente da Polónia era um homem bom. Um homem integro e de causas. Que encimou a causa da luta pela liberdade, no seu país e que era anti comunista e católico convicto. Que era incorruptível! Que era amado pelos Polacos.

- Que bom!

Mas não escapou àquela tragédia que o vitimou e a mais toda a sua comitiva!

A actualidade é isto:

- Somos notícia por quase nada e por quase tudo - quase sempre mau.

Depois falam de nós umas horas e tudo se finda até ao esquecimento total. Alguns têm um canto na História; a maioria nada!

Esta nossa actualidade é perversa. E nós alimentamos isso e alimentamo-nos disso.

- È da nossa natureza... É a Natureza da nossa actualidade... A nossa actualidade devora-nos.

sinto-me: a ver bem...
publicado por mcm às 10:52
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De ISAIAS AFONSO a 11 de Abril de 2010 às 12:23
As agências de informação do outro lado,que foi separado por um alto Muro de Betão até 1989,informou que o avião não cumpriu as ordens dos controladores(que nome esquisito lá daquele lado!!!) e que uma simples árvore,escondida por trás do denso nevoeiro, abateu o monstro sem altímetro.

Lá dentro seguiam muitos anti-soviéticos de peso e,por isso mesmo,demasiado incómodos ainda.

O Chefe do KGB,perdão,o ex-chefe,apressou-se a formar uma Comissão de Inquérito para "inquirir", já que os mortos não falam,pois poderiam pôr em causa o nevoeiro e a árvore.

Assim sendo,os causadores do acidente,independentemente dos pilotos,serão sempre o nevoeiro e a árvore, porque aquele avião de fabrico do povo das amplas estava em boas condições técnicas,até mesmo o altimetro.

Sabotagem? Nem pensar!!!

Daquele lado tudo é puro e ordenado,porque o povo é quem mais ordena.
Por isso,tinha um muro para que o caos do lado de cá não fosse perturbar tão deliciosa harmonia do lado de lá.

Outra curiosidade a recordar:
Os oficiais polacos não foram liquidados em Ketin pelos puros do lado de lá,como eles afirmaram.
Contudo,sabemos que o católico polaco caiu no lado de lá ,devido àquele nevoeiro e àquela árvore,que justificam a queda daquele "moderno" aparelho.

ASSIM SEJA!!!!!
De mcm a 11 de Abril de 2010 às 17:48
Olá, Ísaias!
O «nevoeiro» faz-nos andar, há séculos, a desejar O Desejado... que não volta de lado nenhum.
O «nevoeiro» é isso:
- Uma opacidade que não nos deixa enxergar longe.
E quem não enxerga, mais tarde ou mais cedo, deixa de se enxergar.
Um "anti" nevoeiro é o que desejo para ambos.
«Assim seja»

Comentar post

.Eu...

.pesquisar

 

.Outubro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Primeiras chuvas de Outon...

. Outono!

. Primavera!

. Hoje

. O circo

. Diz-se ...

. Destralhar ?

. Que triste!

. Mais um Natal!

. E aquele Blatter ?! ...

.arquivos

. Outubro 2016

. Setembro 2015

. Março 2015

. Janeiro 2015

. Agosto 2014

. Dezembro 2013

. Outubro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Março 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

.tags

. todas as tags

.Subscrever feeds

.links

.favoritos

. VIAGEM A PARIS E (DE GRAÇ...

. Diário de Rita... o beijo...

. «O diário de Rita»...home...

. «O diário de Rita»...

. O meu Blog Original...

. Boa Páscoa...

. Surpresa pela negativa!