Terça-feira, 13 de Setembro de 2011

A viajar pelas estrelas...

Hoje terminamos o nosso dia de uma maneira diferente.

- Vamos, de mão dada, passear junto ao Tejo...

Quando cansados, de tanto andar, eu te pedir que me dês descanso, sei que vamos sentar-nos, no chão e abraçados , com o Tejo aos pés... e as estrelas a brilharem no céu, por cima das nossas cabeças, sonhadoras; a convidarem-nos à "fuga"...

- Sei que ficaremos ali, mas não estamos lá.

- Sei que ambos vamos a "viajar" pelas estrelas.

Sei quase tudo sobre nós.

Quando nos queremos muito, temo-nos em qualquer estrela. Temo-nos.

tags: ,
publicado por mcm às 20:47
link do post | comentar | favorito

Fora de controlo...

Eu sei que nem sempre sou como devo ser, para ti!

- Sei-o mas não me corrijo.

Por exemplo, quando te nego carícias e sexo, faço-o para te aborrecer. Dá-me um imenso prazer sonegar-te prazer.

E tu vociferas e quase me maltratas!

Eu gosto de te ver assim fora de controlo.

E, quando já estás prestes a ires-te embora, e a deixares-me, eu dou-te beijos; enlouqueço-te com afagos eróticos; e tu cedes...

Fazemos então as pazes; fazemos sexo como tu e eu queremos; fazemos de tudo.

No fim, sinto-me bem.

Passados uns dias volto a arreliar-te e a pôr-te à beira de um ataque de nervos.

É desta forma incerta que te digo sim e não.

E tu, um dia, vais-te de vez. 

tags: ,
publicado por mcm às 11:05
link do post | comentar | favorito
Domingo, 11 de Setembro de 2011

"Padreca"...

As tuas virtudes de plástico eram os teus maiores pecados. E era por isso que eu gostava de namorar contigo...

- Gostava que fosses mentiroso! As tuas mentiras, quando me elogiavas, sem motivo algum de concreto, eram um grande afrodisíaco para mim.

- Gostava do teu ar de "padre" sem batina... Sempre a pregares sermões que nunca praticavas.

Adorava as tuas condenações sobre as leviandades dos outros: no sexo e por causa do sexo. Passavas a vida a criticar os homens que traíam as suas mulheres, por sexo!...

- Exactamente o que tu também fazias.

E como eras um pecador a sério, mas virtuoso fingido, eu achava-te o máximo.

E amava pecar, sem limites, contigo,... a toda a hora.

Eras mesmo um "padreca" da treta. Mas sabias pecar.

E os nossos pecados têm perdão. Tu tens sempre a absolvição adequada na ponta das palavras...

Dominas a gramática toda.

tags: ,
publicado por mcm às 17:59
link do post | comentar | favorito

Programa simpático...

É recorrente eu dizer que gosto de música!

Adoro música!

Esta que hoje vos deixo agrada-me por muitas coisas...

- Pelo poema; pela melodia; pela voz de Fausto.

É uma música que tem muitas interpretações por intérpretes de peso.

Mas Fausto é um cantor que me agrada muito.

PS:

Boa tarde para todos os visitantes deste meu blog.

Ouçam música; escrevam cartas; e namorem.

Não há programa mais simpático.

sinto-me:
tags: , ,
publicado por mcm às 13:50
link do post | comentar | favorito
Sábado, 10 de Setembro de 2011

Jejum...

As nossas vidas já deram muitas voltas!

A tua é o que se sabe:

- Mulheres; casamentos; divórcios, respectivos - já vais em três!... e, muita conversa e jeito para seduzires.

A minha é também o que se sabe:

- Apaixonei-me por ti; apaixono-me por outros; e volto para ti sempre que queres e eu estou disponível.

Não sei, porque não sei mesmo, quantas vezes já reiniciámos a "nossa" mais que falhada relação amorosa!

Sei, no entanto, uma coisas:

- De cada vez que voltamos, um para o outro, o primeiro mês é de festa!

Fazemos a volta pelos mesmos restaurantes de sempre; dançamos nas mesmas discotecas; bebemos uns copos; fazemos sexo, muito sexo, até nos fartarmos...

 - Fazemos sexo de dia; sexo à tarde; e, também à noite!

Estamos com "fome" de nós, juntos.

Ao fim desse mês de abundância, feliz, entramos no nosso "Ramadão".

É "jejum" absoluto até voltarmos a a ir cada um para seu lado.

E não há volta a dar a isto. É a nossa atracção mais que fatal.

tags: ,
publicado por mcm às 13:01
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 9 de Setembro de 2011

A noite...

João Aguardela era amigo de um amigo meu, escultor...

Numa vernissage sua, conheci o saudoso João Aguardela.

- Um homem bonito; discreto; doente; apaixonado pela vida - que se lhe escapava por entre os dedos das mãos, delicadas.

Gostei sempre dos Sitiados; de Aguardela em todas as suas experiências musicais.

É em sua memória que hoje aqui deixo este êxito, dele.

É uma música inesquecível.

É um grande momento de boa música.

tags:
publicado por mcm às 21:21
link do post | comentar | favorito

Danço para ti...

Hoje, mais lá pela tardinha, telefona-me.

Convida-me para jantar!...

Depois, quando a noite começar, leva-me a dançar.

- Eu, então, dançarei só para ti!

Abano-me; saracoteio-me; insinuo-me; encosto-me; abraço-te; afasto-te...

E, quando já não puderes mais... vamo-nos dali.

Vamos fazer tudo o que temos na cabeça.

O sexo será o prato principal desta noite.

- Sexo ao deitar; sexo ao acordar; sexo entretanto... e pelo meio.

Sei que não me resistes quando danço para ti.

tags: ,
publicado por mcm às 11:49
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 8 de Setembro de 2011

Velho e novo...

Hoje ouvi esta maravilha de música enquanto conduzia...

Não conhecia; e ouvi dizer que era um original de Alfredo Marceneiro!

O fado e a música, toda em geral, têm destas intemporalidades:

- Fazem-se muitas versões e as coisas até parecem novas não o sendo.

Esta voz é muito boa; o poema é lindo; a música também.

Espero que os visitantes deste "nosso" cantinho apreciem.

È diferente, pelo menos.

Eu gostei.

tags: , ,
publicado por mcm às 21:36
link do post | comentar | favorito

Nos teus braços...

Nos teus braços é que eu me sinto bem!

É nesse aperto, aconchegante, que esqueço o Mundo inteiro, lá fora.

Não te devia contar estas coisas! Sei que és vaidoso...

- Um incorrigível vaidoso de ti.

Mas eu sou sincera, nisto.

Quando me abraças; me puxas a cabeça de encontro ao teu peito; me dás conforto e aconchegos, eu sou toda disponível para ti!

Encho-me de autoconfiança; acho-me linda; dispo-me toda - no corpo e na alma - ofereço-me a ti.

E nesses momentos, de sinceridade e oferecimento, o sexo flui. O sexo, nessas horas de encanto e maravilhas, é também ele um acto maravilhoso.

Cheira a corpos suados; a flores; a maresia.

O nosso amor é assim mesmo:

- Tem cheiros raros. E o sexo também.

Cheiram a mar; a terra; a poente e nascente.

São horas de Sol. De luz. De eternidade.

De ocaso, talvez.

tags: , ,
publicado por mcm às 10:35
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 6 de Setembro de 2011

Sonha...

 

 

Hoje deixo, para os visitantes deste meu blog, grande música...

São dez minutos de evasão ao som de Strauss e o seu Danúbio Azul.

Abre este vídeo e viaja pelos grandes lagos e castelos da Áustria imperial.

Ouve esta música fantástica!

Sonha e sê feliz. Estás por tua conta.

tags: ,
publicado por mcm às 18:50
link do post | comentar | favorito

Última vez...

Eu sabia!

Quando vinhas para o pé de mim, com falinhas mansas; todo cheio de requintes e salamaleques, eu sabia que querias duas coisas.

- Querias dar-me a volta, porque me traíras; sabia que querias sexo a seguir.

Era sempre assim!

Primeiro aprontavas; a seguir metias a viola no saco.

E vivemos este "jogo" alguns longos anos...

-Tu a mentires e a aprontares. Eu a rebelar-me e a ceder, a seguir.

E como tudo na vida - o que é bom ou mau - tivemos o nosso fim.

- E foi um fim previsível.

Nessa manhã, depois de fazermos sexo, como de costume, eu disse-te que estava tudo acabado connosco.

Tu, incrédulo, pensaste que eu brincava...

Mas era a sério. Foi a nossa última vez.

tags: ,
publicado por mcm às 10:50
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 5 de Setembro de 2011

Odeio as nossas noites...

Nas minhas horas de insónias eu penso em ti!

- Tu dormes e eu penso-te...

Penso que te amei - muito - quando te conheci; penso que deixei de te amar quando te conheci bem; penso que não sei, porque dormes, a sono solto, ao meu lado!

Tu viras-te e pões-me o teu braço - "morto"- em cima do meu peito.

Revoltada pela insónia; pela exaustão da privação do sono, eu dou-te um safanão!

Tu estremeces e gritas, assustado...

Odeio as nossas noites.

Quem me dera dormir!

Eu quero só dormir nas "nossas" noites.

tags:
publicado por mcm às 18:32
link do post | comentar | favorito

.Eu...

.pesquisar

 

.Outubro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Primeiras chuvas de Outon...

. Outono!

. Primavera!

. Hoje

. O circo

. Diz-se ...

. Destralhar ?

. Que triste!

. Mais um Natal!

. E aquele Blatter ?! ...

.arquivos

. Outubro 2016

. Setembro 2015

. Março 2015

. Janeiro 2015

. Agosto 2014

. Dezembro 2013

. Outubro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Março 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

.tags

. todas as tags

.Subscrever feeds

.links

.favoritos

. VIAGEM A PARIS E (DE GRAÇ...

. Diário de Rita... o beijo...

. «O diário de Rita»...home...

. «O diário de Rita»...

. O meu Blog Original...

. Boa Páscoa...

. Surpresa pela negativa!