Quarta-feira, 21 de Setembro de 2011

Que Deus me perdoe...

Esta é uma música que, de tão profundamente bem cantada, não carece de qualquer outra adjectivação.

Basta abrir o vídeo; ouvir Amália cantar; e a música acontece.

"Que Deus me perdoe; se é crime ou pecado; ter amor ao fado; que Deus me perdoe."

tags:
publicado por mcm às 21:37
link do post | comentar | favorito

Hoje...

Um dia, talvez muito em breve, ainda te salto para os teus braços:

- Aninho-me lá!

Serei uma criança, feliz, à sombra do teu carinho...

- Sei que tu também és capaz de me dar a confiança de que necessito, para voltar a acreditar na Vida ao lado de um homem.

- Sei que talvez tu sejas "o tal" por quem ando à espera...

Hoje, como vês, acordei virada para a crença!

tags: ,
publicado por mcm às 11:10
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 20 de Setembro de 2011

Opinião...

O mundo da música é de um potencial inesgotável...

- Há sempre novidades à escolha.

Eu gostei desta música que jamais tinha ouvido. Por isso...

- Nem sempre é bom estarmos parados. Há que "circular" por experiências diversas.

Só assim podemos formar opinião.

tags: ,
publicado por mcm às 20:59
link do post | comentar | favorito

Atenções...

Tens, para comigo, atenções que não são de desprezar!

Gosto muito de quando me ofereces flores; gosto de quando me convidas para jantar, em tua casa; gosto de que, no fim, me sirvas um copo de Porto seco; gosto dos teus gostos...

Porém, no Amor e no sexo, sinto algum deficit de actuação:

- No Amor és egocêntrico; no sexo és demasiado convencido.

E por estas coisas todas, eu gosto de ti numas horas; e passo bem sem ti, em muitas outras.

- No essencial - amor e sexo - falhas.

Como posso eu viver assim?

Como seria a nossa vida em conjunto?

tags: , ,
publicado por mcm às 11:17
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 19 de Setembro de 2011

E assim seja...

Esta é uma maneira de te convidar a dançares comigo. A abraçares-me contra o teu peito...

E nesse embalo eu deixo-me guiar.

Sei que farás a tua parte!

A minha também não ficará por cumprir.

E assim aconteça; e assim seja.

A música inspira-nos.

A nossa música faz-nos vibrar.

publicado por mcm às 21:50
link do post | comentar | favorito
Domingo, 18 de Setembro de 2011

Uma "coisa"...

Eu sei que tivemos momentos bons!

- Sei-o porque os vivi, intensamente... e porque não sou ingrata para contigo.

No entanto, sei também que foste a pessoa que mais me traiu e que mais me desconsiderou. E isso são duas coisas que apagam o pouco do bom que haveria para me lembrar de ti pelo lado do bem...

Hoje em dia, se o teu nome me vem à mente, sinto frio na alma; na espinha; no corpo inteiro.

Hoje em dia se te abeirasses de mim para algo intimo, como sexo, eu seria um inerte.

- Seria uma pedra por dentro e por fora.

Seria uma "coisa" qualquer desalmada.

tags: , ,
publicado por mcm às 18:38
link do post | comentar | favorito

Os longos caminhos...

Gosto muito desta música!

Gosto, verdadeiramente, de toda a canção francesa - que encantou e encanta gerações e gerações de pessoas românticas e de bom gosto.

Esta música tão intemporal é um apelo à celebração da nossa Vida.

Aos encontros e desencontros que a Vida e os seus longos caminhos nos proporcionam.

Hoje deixo aqui este grande êxito dos anos sessenta... ou setenta, pr os meus visitantes.

Espero que vibrem ao ouvi-la. Que saboreiem a música e a vida em geral.

Um resto de bom Domingo para vós todos.

sinto-me:
tags: ,
publicado por mcm às 17:45
link do post | comentar | favorito
Sábado, 17 de Setembro de 2011

Alma vazia...

Quando nos conhecemos eu achei que tinha descoberto um "tesouro"!...

Eras lindo; eras simpático; eras másculo; eras educado; eras culto; dançavas bem.

- E, quando fomos para a cama, fazias sexo com requinte!

E este deslumbramento foi-se esvaecendo aos poucos.

- De "tesouro," no espaço de três meses, passaste a "besouro".

Um besouro porque tudo o que fazias era intencional - querias ter sexo comigo e mais nada. Sexo e só sexo.

- Tal como os besouros. E os Zangãos também...

Quando te "despedi," por mau comportamento, ainda pensei se não seria de te fazer o mesmo que as abelhas fazem aos machos.

Claro que não optei por uma solução tão drástica...

E a situação ficou assim mesmo:

- Nem besouro; nem zangão. Nem nada.

Antes só que contigo à perna. Antes só que com uma alma vazia ao lado.

tags:
publicado por mcm às 13:30
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 16 de Setembro de 2011

Gostos...

 

Gostei do título desta música!

Gostei do vídeo de suporte.

Gostei da menina que corre...

É a vida!...

PS:

Bom fim-de-semana pr todos que por aqui passarem

A nossa vida pode mudar - se quisermos e fizermos algo nesse sentido. 

publicado por mcm às 18:15
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 15 de Setembro de 2011

Feliz sem ti...

Por vezes ficava feliz, sem motivo algum, de maior.

- Feliz e mais nada!

Então telefonava-te para te falar dessa minha felicidade; de como me sentia de bem comigo e com a vida; como te amava e te desejava; como queria que estivesses comigo, nesse momento; como gostava que fizéssemos sexo e amor...

Tu ouvias-me, sem dizeres nada!

Quando eu te interpelava, sobre se tinhas alguma coisa para me dizeres, tu, com voz monocórdica, respondias-me então o seguinte:

- Já te disse que não me ligues quando estou a trabalhar. E despedias-te com um até logo!

E por estas coisas deixei de te amar. E por coisas destas hoje sou feliz sem ti.

Vês como a vida pode mudar para melhor?...

tags: ,
publicado por mcm às 18:14
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 14 de Setembro de 2011

O "acaso" de um encontro...

 

Ana Moura canta como muito poucas pessoas o fazem.

- Canta e encanta.

Esta música é um fado muito interessante...

Fala da procura e do acaso dos encontros.

Eu prefiro, de longe, o acaso de um encontro.

Nunca ando à procura de nada. Não me motiva essa estratégia.

PS: Ouve esta música e presta atenção ao poema, pf.

tags:
publicado por mcm às 18:47
link do post | comentar | favorito

Acho-me ridícula...

Enquanto eu te quis, tu desdenhaste os meus sentimentos, por ti.

 -Mas que podia eu fazer com esta minha atracção?

Sofri; calei; chorei; amei; e, cansei-me...

Agora acho ridícula essa minha fase na vida!

Acho-me até também ridícula.

Afinal, agora que tenho a cabeça sóbria, vejo que não havia nada de possível entre nós dois.

Nós éramos farinha de sacos diferentes.

 -Tu eras cevada e eu era trigo.

Seríamos sempre um "pão" grosseiro...

Não teríamos uma boa vida, juntos. Nem má.

tags: ,
publicado por mcm às 11:33
link do post | comentar | favorito

.Eu...

.pesquisar

 

.Outubro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Primeiras chuvas de Outon...

. Outono!

. Primavera!

. Hoje

. O circo

. Diz-se ...

. Destralhar ?

. Que triste!

. Mais um Natal!

. E aquele Blatter ?! ...

.arquivos

. Outubro 2016

. Setembro 2015

. Março 2015

. Janeiro 2015

. Agosto 2014

. Dezembro 2013

. Outubro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Março 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

.tags

. todas as tags

.Subscrever feeds

.links

.favoritos

. VIAGEM A PARIS E (DE GRAÇ...

. Diário de Rita... o beijo...

. «O diário de Rita»...home...

. «O diário de Rita»...

. O meu Blog Original...

. Boa Páscoa...

. Surpresa pela negativa!