Sexta-feira, 12 de Agosto de 2011

Fim...

E fomos!

- Fomos pela primeira vez, de férias, juntos...

No primeiro dia correu tudo bem. Rimos, conversámos, passeámos, amámos e fizemos o que nos deu na cabeça.

Porém, ao fim do segundo dia começaste a implicar, por tudo e por nada; a estares sempre com o TLM na mão; a dizeres que estavas a aborrecer-te com tanta calma!

Fiquei decepcionada e embezerrei.

E foi assim que quando voltámos já quase nos não falávamos.

- Foi uma semana que deu para eu ver que tu eras uma aposta errada.

- Foi uma semana que me pareceu nunca mais terminar!

De facto, uma coisa é encontrarmo-nos com alguém, ao fim do dia; tomarmos um copo; fazermos sexo... e cada um voltar para o seu espaço!...

Outra coisa é partilharmos os dias e as noites, com esse alguém, do princípio ao fim.

A intimidade de uma viagem, a dois, pode ser um encanto ou um pesadelo.

A nossa foi o nosso fim.

tags: ,
publicado por mcm às 19:08
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 11 de Agosto de 2011

Homem perfeito...

Gostas de momentos inspirados?

- Daqueles momentos em que tens uma "ementa" divina à tua frente e podes escolher o prato que mais te agradar?

Então ouve esta música; vê este vídeo; lê este poema que Leonard Cohen aqui interpreta como só ele seria capaz.

Se tens um tema fetiche na tua cabeça  - O homem perfeito - esse está aqui todo retratado.

Esta música é muito inspiradora.

- Cohen também.

Temos aqui o Homem "só" de qualidades. 

publicado por mcm às 18:24
link do post | comentar | favorito

VEM...

Vem agora. Vem sem mais!...

- Traz-me flores frescas, e a tua alegria.

Quando entrares beijo-te, ao de leve, nos lábios.

Agradeço as flores e vamos juntos colocá-las na minha jarra preferida:

- Aquela que me deste no Natal.

Entretanto trocaremos mais alguns beijos - curtos, fugidios.

Hoje quero fruir o Tempo que tenho, contigo.

Só me passam coisas boas pela cabeça.

Vem. Vem. Vem.

tags: ,
publicado por mcm às 12:33
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 10 de Agosto de 2011

Conversas com o MAR...

Não há nada que mais me anime que uma música que me agrade...

- Com uma boa partitura musical; um bom poema; uma boa interpretação.

Neste vídeo que aqui deixo, aos visitantes deste meu blog, podem encontrar-se as coisas de que falo.

Tiago Bettencourt merecia ser mais divulgado.

No meu modesto ponto de vista tudo o que tem feito é muito bom. Pelo menos o que eu conheço...

PS: Se abrires este vídeo, lê o poema.

Responde ao seguinte:

- Que conversas já tiveste com o mar? Que coisas lhe confiaste?  

publicado por mcm às 18:59
link do post | comentar | favorito

Preferia ter conversado...

Gostava de que nos tivéssemos despedido de outra forma!

Gostava que nos tivéssemos sentado, civilizadamente, um ao lado do outro, e, que ao menos nessa última vez que nos vimos, tivéssemos falado de nós; do que falhou connosco; porque é que nada deu certo!

Mas tu, exaltado pela minha decisão de nos deixarmos, quase como vingança ou desespero atiraste-me para cima da cama e fizeste comigo um sexo de maldição e raiva que não sei como classificar.

Não digo que me violaste!

- Seria injusto e nada verdadeiro. Foi um sexo triste porque sem cabimento. Foi só sexo e mais nada.

Eu preferia ter conversado...

E tenho hoje a certeza de que a recordação que guardo desse dia seria bem melhor.

tags: ,
publicado por mcm às 11:56
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 9 de Agosto de 2011

Um dia feliz...

Desejo para todos os visitantes deste meu blog um dia muito bom.

Esta música - quase um clássico dos anos oitenta - é muito do meu agrado.

- Espero que também o seja do vosso...

Por mim escolho a música que ouço conforme o meu estado de espírito no momento, ou, conforme o post que escrevi antes.

Bem ficamos por agora assim.

Hoje não estou com tempo para mais.

Mas tenham um dia muito bem vivido.

Tenham um dia feliz.

tags: , ,
publicado por mcm às 12:29
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 8 de Agosto de 2011

Dor de cabeça...

No princípio da nossa paixão, tórrida, entre muitas outras coisas gratificantes, nós fazíamos sexo - muito e gratificante - também.

E assim decorriam os nossos dias; as nossas semanas; os nossos meses e meses...

Mas comecei , ao fim de alguns largos tempos, a sentir, na hora de irmos deitar-nos, uma enorme dor de cabeça - real.

- E, por vezes to disse...

Tu nem água vai!

Um dia disseste-me que, a ti, nunca te doía a cabeça, na hora de te deitares; que por mais cansado, que estivesses, gostavas de sexo antes de adormeceres!

Vi, nesse momento desencantado, a tua falta de consideração e preocupação por mim.

Vi que não eras, afinal, aquele por quem me queria apaixonar para a vida toda.

Passei, a partir daí, a dizer-te que tinha dores de cabeça - quando as tinha e também quando não as tinha.

E assim terminámos a nossa "paixão"...

- Que, para ti se resumia a sexo; que, para mim se resumia a não te querer mais.

Quando nos separámos, de facto, não mais tive essas malditas dores de cabeça, reais.

E nem das outras tive também. Tu eras a "minha" dor de cabeça.

tags: ,
publicado por mcm às 18:16
link do post | comentar | favorito

Momentos perfeitos...

 

Este é um momento de muita beleza.

É um fado cantado a dois em que quase sentimos "o namoro" das vozes que se acariciam uma à outra.

Deixo este momento em português, porque é "nosso" e é muito bom.

Fiquem todos os visitantes deste meu blog a ver e a ouvir este belo momento de música.

A Eternidade é feita de instantes destes...

publicado por mcm às 10:50
link do post | comentar | favorito
Domingo, 7 de Agosto de 2011

Homem das cavernas...

Todos os dias que vivemos juntos, eu te disse- na esperança de que me retribuísses- AMO-TE, de muitas maneiras.

Ficavas alheado e as minhas palavras não te causavam qualquer reacção.

Eu fui ficando, cada vez mais insegura; fui dizendo "AMO-TE" com menos convicção...

Até que um dia te disse o contrário:

- Odeio-te!

Abriste muito os olhos e continuaste a ignorar-me.

Nesse mesmo dia te deixei.

Não queria viver com um homem que não sabia reagir ao Amor e ao Ódio.

- Um insensível homem das cavernas.

Continuo a achar estranha a tua forma de viveres a tua vida:

- Sem reacções nem emoções visíveis.

Um bloco de gelo.

tags: , ,
publicado por mcm às 18:45
link do post | comentar | favorito

Momentos perfeitos...

Temos dias em que vivemos momentos, quase, perfeitos...

Em que, por instantes, se isso fosse possível, gostaríamos de aprisionar "um instante" para que a Eternidade fosse para sempre nossa.

- Numa fracção de segundos a Vida parece-nos certa; bela; real; gostosa; feliz!

Mas isso passa logo, e, a insatisfação regressa - e temos que lutar muito para voltarmos a sentir outro qualquer momento quase perfeito.

Esta música que te deixo fala desses momentos; fala da comunhão dos corpos; fala daquele instante em que te sentes completa ao pé de alguém; em que um é frente e verso, do outro.

Este poema é muito carnal; muito erótico; muito profundo.

Se gostas de boa música escuta esta.

sinto-me: bla,bla,bla...
publicado por mcm às 13:36
link do post | comentar | favorito
Sábado, 6 de Agosto de 2011

Embriagados...

Deste-me a provar do cálice por onde bebias a tua loucura.

- E eu provei; saboreei; bebi; e, gostei.

Embriagados - ambos - dessa "droga" da felicidade, assumimos que éramos - também - ambos loucos...

E de tanta loucura bebida, a dois, mantemos agora só o que resta:

- Uma feroz, e, uma atroz lucidez!

A nossa vida é um deserto:

- Nem água; nem paz; nem loucura!

Só uma imensa e enfadonha solidão.

Que bebermos, agora, então?

- Bebemos a garrafa até ao fim!

Nada mais resta.

tags: ,
publicado por mcm às 18:29
link do post | comentar | favorito

Em terra...

 

Muitas das vezes, ao longo dos nossos anos de vida, vamos deixando para trás os sonhos que imaginávamos, um dia, alcançar.

A isso eu chamo - vamos cortando as "asas" ao nosso arbitrário caminho, e ficando cada dia mais poisados - só em terra.

- "As Asas são para sonhar"... canta Rui Reininho, um dos meus maiores ídolos na Música Portuguesa.

E um grande Poeta também.

E é por estas coisas que agora te sugiro que abras este vídeo; que prestes boa atenção a este poema; que saboreies esta música lindíssima.

Aproveita, se quiseres. 

Coloca as tuas asas e não te deixes ficar poisada/o em terra...

Ensaia voos e cai. Mas não pares de sonhar, nunca. 

publicado por mcm às 13:40
link do post | comentar | favorito

.Eu...

.pesquisar

 

.Outubro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Primeiras chuvas de Outon...

. Outono!

. Primavera!

. Hoje

. O circo

. Diz-se ...

. Destralhar ?

. Que triste!

. Mais um Natal!

. E aquele Blatter ?! ...

.arquivos

. Outubro 2016

. Setembro 2015

. Março 2015

. Janeiro 2015

. Agosto 2014

. Dezembro 2013

. Outubro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Março 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

.tags

. todas as tags

.Subscrever feeds

.links

.favoritos

. VIAGEM A PARIS E (DE GRAÇ...

. Diário de Rita... o beijo...

. «O diário de Rita»...home...

. «O diário de Rita»...

. O meu Blog Original...

. Boa Páscoa...

. Surpresa pela negativa!