Quinta-feira, 6 de Janeiro de 2011

DESILUSÃO DE AMOR...

Já te aconteceu teres uma grande desilusão de amor? Já te sentiste usada/o e abusada/o, por quem menos esperavas que o fizesse?

Pois é! A vida tem destas coisas.

Há neste mundo pessoas que nasceram para desiludir os outros.

O problema maior é quando essas mesmas pessoas ficam obsessivas e nos infernizam a vida e nos causam montes de problemas.

Este post que hoje escrevi, antes deste, fala de uma situação assim:

- Foi real e eu conheço as pessoas que viveram aquela situação.

Um é obsessivo; o outro era crente e amava sem restrições ao outro... e agora estão às avessas e com tudo estragado entre ambos.

Este vídeo que te deixo tem uma música e um poema lindos e fala destas coisas do amor; da obsessão; do querer e não querer partir.

Ama o mais que puderes; confia o mais que conseguires.

Mas, uma vez perdida a confiança é mortal.

- A relação terminou.

sinto-me: de chegada...e de saída...
publicado por mcm às 18:33
link do post | comentar | favorito

Violáste-me o PC...

Agora deixara de te compreender. Estavas confinado, a seres, para mim, um enigma existencial.

Questionava-me, com alguma frequência, sobre quem realmente eras tu.

E isto queria dizer que eu não confiava em ti; não confiava nas tuas palavras, doces; não confiava na versão visível de ti.

Sei, porque constactei, que me pirateáste o meu PC.

- Vi no MSN que tu estavas online no teu PC, aberto na minha página de Messenger...

Foi um instante mas vi! Era o teu PC que eu vi... O nome do teu PC.

E, nessa hora maldita eu fiquei gelada; fiquei estupefacta; fiquei ferida de morte.

- A nossa relação terminou, para mim, naquele instante.

Ainda te não disse nada, porque não sei que te dizer; como to dizer; como não chorar; como não te bater, com toda a força que conseguir, nesse  momento de raiva e desilusão, instalada para sempre no meu ser.

Agora és, para mim, um enigma existencial.

Não sei como te excluir da minha vida; não te quero na minha vida; mas continuas na minha vida:

- Continuas a fazer sexo comigo; eu continuo a deitar-me contigo; e tu já viste que eu não sou a mesma.

Sei que és cobarde; sei que sou cobarde.

Eu mudei a password e tu já não acessas ao meu Messenger; tu sabes agora que eu te detectei.

Não falamos disso.

- Eu porque sinto vergonha por ti e não confio nas tuas reacções;

- Tu, porque não falas de nada que te minore a tua imagem e não te sabes enfrentar.

Acho que vou enlouquecer.

- Este enigma terá fim?

Sinto-me como que me violáste; e sinto que és meu inimigo. Violáste-me o meu PC. Usáste a minha proximidade abusivamente.

E isto é um enigma que me excede.

sinto-me: a dizer a verdade...
tags: ,
publicado por mcm às 10:52
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 5 de Janeiro de 2011

...a brincar com o fogo...

- Já brincaste com os sentimentos de alguém que gostou muito de ti?

- Já te fizeste de difícil? Já te mostraste desinteressado/a e a dares bandeira?

Olha esta música fala disso:

- Fala das pessoas que quando os outros as solicitam nunca estão disponíveis, nem na onda.

Os sentimentos são uma coisa séria.

Quando não gostamos q.b. das pessoas, devemos pôr as cartas em cima da mesa: falar verdade.

A verdade pode ser desconfortável na hora, mas dá espaço às pessoas para se redireccionarem.

Essa coisa de andar com evasivas não é boa para ninguém.

Vá lá! Não brinques com o fogo...

- Quem sabe um dia fazem-te o mesmo a ti?

Depois já vês o que a vida custa.

sinto-me: NO PARAÍSO...
tags: ,
publicado por mcm às 17:49
link do post | comentar | favorito

Dilema...

Não te preocupes nem te interesses pelo que faço nem com aquilo que penso.

Tu, nunca saberás aquilo que me vai na cabeça, quando te fixo nos olhos e te digo, implorando, leva-me para a tua casa; estende-me ao comprido na tua cama; estende-te ao comprido por cima de mim, deitada na tua cama; faz sexo comigo; faz amor comigo; deixa-me, depois, ir embora.

Quando me olhas, e dizes que me conheces e sabes de cor, eu penso para comigo coisas que tu não gostarias de saber que eu penso de ti... Mas, que hei-de eu fazer se gosto tanto da maneira como fazemos amor e sexo, um com o outro?

- Não posso fugir ao teu corpo.

A tua Alma, pelo contrário, perturba-me e assusta-me.

Portanto não te preocupes com o que faço; nem com aquilo que penso.

É matéria "classificada" a que estás proibido de "acessar". Apaguei o link para ti.

- Faço tudo o que me apetece; penso aquilo que me dá na gana.

Por ti sinto aquilo que não te digo:

- Sinto atracção fatal; sinto medo; sinto desejo.

Contigo faço tudo o que me prejudica e me faz bem.

Vivo neste paradoxal dilema.

sinto-me: a trabalhar...
publicado por mcm às 11:10
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
Terça-feira, 4 de Janeiro de 2011

ACORDAR E VER O SOL

O que é que te faz correr? O que é que te move?

- E, gostas de perder ou de ganhar?

Eu gosto de correr por algumas coisas, e até nem me importo de perder, se aquilo que perco não é aquilo que me move, ou me faz correr...

Achas confusa esta minha deambulação escrita?

Abre este vídeo e escuta a música e ouve bem o poema que a vocalista dos Rádio Macau canta, para ti.

Eu gosto muito de música portuguesa de boa vibração.

Este momento é um deles. Podes usufruir à vontade se quiseres.

Fica bem e cuida-te.

- Aguarda, todos os dias, o nascer do sol ao acordares.

É isso que interessa, sobretudo.

sinto-me: a divagar...
tags: ,
publicado por mcm às 18:20
link do post | comentar | favorito

Um impulso...

Olhei para ti, sentado e fumando, em frente a uma bica, numa mesa de café, lá ao Chiado; e pensei cá para mim:

- Este homem mexe comigo! Quero este homem na minha cama.

E olhei para ti, olhos nos olhos; olhei insistentemente; olhei até que me apeteceu.

Vi que estavas intrigado; inquietado; excitado, talvez.

Puxei da minha mala o batom; retoquei com calma estudada, os meus lábios bem desenhados, numa cara alegre e meio gaiata; guardei o batom, de novo; acendi um cigarro, e, saí sem te voltar a olhar.

Caminhava segura, pela rua acima; e na esperança de que me seguisses.

- Tal não aconteceu.

Sei que desejaste, tanto como eu a ti, desvendares os meus segredos; os meus recantos mais íntimos; o meu corpo inteiro; o meu sexo.

Segui no meu carro; conduzindo; ouvindo Diana Krall que sussurrava, numa voz dolente, coisas de amor e sedução.

Esqueci-te antes de chegar a casa.

Foi um impulso apenas e só, da minha libido - sempre atenta às situações, mais interessantes, de a satisfazerem...

Sou só uma mulher normal. Que tem impulsos e apelos brutais.

sinto-me: com calor...
publicado por mcm às 11:11
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 3 de Janeiro de 2011

Por outras palavras...

Estás hoje especialmente romântico/a? Cheio/a de boas ideias para este fim de dia?

Eu estou a pensar em ti e coloquei aqui uma música que te vai acariciar a tua Alma.

- Uma música de ver estrelas - mesmo com céu nublado.

Abre o vídeo e escuta a voz inconfundível de Doris Day,a cantar, "Fly me to the moon". Este grande sucesso tem montes de interpretações, mas eu gosto de Doris Day e da sua voz suave; cheia de presunções a mel.

Vá! Não te deixes abater pelo teu contexto.

Prepara um chá e presta boa atenção a este poema - que aqui é cantado só para ti...

- Vais ver que consegues voar até à Lua e talvez imaginar que é um dia fantástico aquele que acabas de viver.

Sonha e canta com Doris Day e evade-te assim.

- "Por outras palavras dá-me a tua mão"...

sinto-me: pés de chumbo...
tags: , ,
publicado por mcm às 18:14
link do post | comentar | favorito

Vamos para o Espaço...

Não me estragues este momento. Vamos para o Espaço!

- Desliga o som da telefonia; cala-te; partilhemos o silêncio; a paisagem; a luz do Sol que desponta no horizonte.

Leva-me contigo neste meu sonho de evasão. Eu levo-te comigo...

Gosto de coisas simples contigo. Lembras-te?

- Gosto que me dês a mão; gosto que me apertes a mão; gosto de gostar de ti.

Hoje não me estragues este momento de felicidade e alienação.

Hoje quero ir contigo para o espaço e quero perder-me contigo no espaço.

- Quero fazer sexo contigo lá no espaço; quero que me tentes para coisas que me façam sair de rota. Quero evadir-me daqui de qualquer jeito.

Hoje só a evasão conta.

Hoje leva-me contigo para onde quiseres - desde que seja no Espaço.

Hoje podes evadir-te comigo se souberes evadir-te.

- Sabes fazê-lo?...

Ou, pelo contrário, para ti é tudo "dois e dois são quatro"?

Enquanto que eu olho as estrelas tu contemplas as pedras!...

Mas hoje vamos para o Espaço juntos.

 

sinto-me: eu...
tags: , ,
publicado por mcm às 11:12
link do post | comentar | favorito
Domingo, 2 de Janeiro de 2011

EXIGE...

Gostas de boas vozes e grandes músicas? Gostas de te ocupares com coisas que merecem e valem a pena?

Ou, pelo contrário, gastas os teus dias desperdiçando boas oportunidades? Ouvindo vozes que zurram e música de ruído?...

Eu gosto de boas vozes e de música variada - mas com alguma qualidade sonora, e, de construção.

Olha! Ouve os MADREDEUS que são do melhor que existe em música em português.

Deixo-te esta sugestão que não és obrigado/a a seguir:

- "Tudo o que faças, faz bem".

Não te contentes com coisas "assim assim" nem "mais ou menos".

Põe o teu máximo em tudo. O Mundo fica melhor quando somos exigentes.

Exige aos outros e, especialmente, não sejas nada mole, contigo.

Cultiva a exigência.

publicado por mcm às 17:05
link do post | comentar | favorito

O Diabo por companhia...

Eu sabia que já nada podia fazer por nós. Tínhamos queimado todas as etapas.

A vida fora boa mas demos cabo de tudo. A tua imaturidade e falta de carácter entraram em rota de colisão com as minhas neuras e exigências; e estávamos agora no fim.

Eu, insisto, sabia que já não podia fazer mais nada por nós. - Nada, mas nada mesmo, era já possível de ser reorganizado, para seguir contigo ao lado, para sítio algum.

Olhava para ti e parecia-me ver o Diabo na minha frente.

- Tu eras agora o "meu" Diabo de serviço.

Irritavas-me com as tuas piadas pirosas, a que, em tempos, achara graça; desnorteavas-me com o teu cheiro, intenso, a homem carregado de água de colónia; e, não presumia, sequer, que voltássemos a fazer sexo - coisa que connosco, foi boa e frequente no antes desta crise.

- Nós éramos agora uma crise mundial - de colapso de relações, de todo o género.

Tínhamos derretido o nosso potencial amoroso e erótico, como um qualquer viciado em jogo, derrete a sua fortuna num casino.

Estávamos sempre em limites e a tentar ultrapassá-los, numa vertigem suicida.

- Fomos longe de mais com as nossas aventuras sórdidads e discussões; fomos tão longe que, eu já não te enxergo, quando estás na minha frente. Vejo, apenas e só, um pobre diabo, numas horas; vejo o Diabo - o autêntico - nas outras.

Portanto sei que não mais farei nada, para que prossigamos, um com o outro.

- Nunca mais quererei rir-me contigo. Nunca.

E isso, de eu não me querer rir contigo, é a prova provada de que já não te quero para nada.

Alguém ri do Diabo? Alguém, que não seja Diabo, ri com o Diabo?

- Acho que não.

Cansei-me de viver com o Diabo por companhia. Vai para o Diabo...

sinto-me: uma doce...
tags: , ,
publicado por mcm às 13:08
link do post | comentar | favorito
Sábado, 1 de Janeiro de 2011

"Da noite ao silêncio"...

Estamos em 2o11.

A noite foi boa; foi de alegria; de paz; de celebração.

Agora que já entrámos no Novo Ano uma dura realidade se nos apresenta. Temos que ter coragem; empenho; profissionalismo; sabedoria; exigência - connosco e com os outros.

Deveremos reservar um espaço, grande, para o sonho; a evasão; a cultura; a arte; a Natureza.

Hoje será um dia de "noite e silêncio".

- Irei fechar as persianas; dormir um pouco; sonhar - ou talvez não.

Amanhã será um recomeço que desejo, para todos, diferente; improvável; inusitado; compensador.

A Vida é a única coisa que vale a pena:

- Com saúde e paz e muito amor, tudo será possível de vencer e melhorar.

Basta que o queiramos, com força suficiente.

Bom Ano para vós todos que me tendes seguido aqui.

- Muito bom e próspero 2011.

PS: Abre este vídeo e começa o ano em alta. Com um português de excelência. Um Português dos que não se deixou subjugar pela mediocridade envolvente. Escuta a música e evade-te, por aí...

sinto-me: em pleno voo...
tags: , ,
publicado por mcm às 10:24
link do post | comentar | favorito

.Eu...

.pesquisar

 

.Outubro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Primeiras chuvas de Outon...

. Outono!

. Primavera!

. Hoje

. O circo

. Diz-se ...

. Destralhar ?

. Que triste!

. Mais um Natal!

. E aquele Blatter ?! ...

.arquivos

. Outubro 2016

. Setembro 2015

. Março 2015

. Janeiro 2015

. Agosto 2014

. Dezembro 2013

. Outubro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Março 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

.tags

. todas as tags

.Subscrever feeds

.links

.favoritos

. VIAGEM A PARIS E (DE GRAÇ...

. Diário de Rita... o beijo...

. «O diário de Rita»...home...

. «O diário de Rita»...

. O meu Blog Original...

. Boa Páscoa...

. Surpresa pela negativa!