Quarta-feira, 24 de Novembro de 2010

BEATO OU FINGIDO...

Quando estás saturado/A o que fazes para te descontraíres?

Eu gosto de ouvir música; de ler; de olhar a Natureza...

- Assim, julgo eu, acalmo-me e lavo as ideias...

Algumas vezes consigo, outras nem por isso.

Hoje é um desses dias! Está tudo muito caótico por aqui... Estou saturada.

- Vai-se a um sítio e não se resolve nada, porque alguém faltou ao serviço, naquele local; vai-se a outro e acontece o mesmo e etc. Estes dias são, como diz o Povo, de "passeio à Senhora da Asneira"...

- Só apetece praguejar!

Mas eu não praguejo. É uma questão de princípio. Lá que me apetece disso não duvides!

Até porque todos temos o direito a troçar dos outros e a indignarmo-nos com eles.

- À socapa que é o melhor!

Quem se escandaliza com isto que eu digo, ou é beato ou um grande fingido...

Tu não achas?

Pensa nisto um pouco. Se quiseres deixa-me um comentário.

Eu agradeço-te que penses. Se não quiseres não comentes. Ficamos amigos à mesma.

PS: Abre o vídeo e escuta a música... (flautas andinas).

sinto-me: no deserto...
publicado por mcm às 17:28
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

De "Greve" ao sexo...

Hoje, aqui, na nossa cama, não acontecerá nada de nada.

- Queres sexo?

- Não terás sexo, nenhum, comigo.

Hoje estou de greve a essas "coisas" todas.

O meu turno não se cumpre, esta noite.

- Hoje não pego ao "serviço". Reivindico paz; uma noite inteira de sono; e quero castigar-te, por seres um "patrão" exigente.

Nem um "contrato" me fazes!

Sabes bem que muitas das vezes não me apetece sexo:

- Nem contigo nem com ninguém. Estou out!

Se estou a recibo verde, despeço-me quando me der na cabeça. Aguento com as consequências...

Mas tu, ainda assim, exiges e ameaças-me com represálias.

Então, como tu insistes e eu sou indecisa, lá "pego," a custo - como um carro, com o motor de arranque, em vias de se avariar, a qualquer momento...

- Mas "pego"! A contragosto, com alguma dificuldade, "pego" e sigo "viagem" contigo.

Hoje, simplesmente, não entro ao serviço! Ao teu " serviço".

- Hoje deito-me; tapo-me; durmo.

Se te chegares a mim, com os teus "gostos" por sexo a exibirem-se de encontro às minhas costas, eu, simplesmente te direi:

- Chega-te para lá! Hoje não estou "de serviço". Estou em greve ao sexo. Hoje, reivindico uma noite de sono completa.

Despede-me se quiseres!

Chega-te para lá. Controla-te. É só um dia! Amanhã "pego" ao serviço a tempo e horas.

- Ámanhã serei uma doidona na cama, contigo. Sabes que tenho dias desses!

Não quero ser "despedida" por ti... ainda assim! Também não quero experimentar outro "patrão"... Pode ser pior que tu.

sinto-me: nas calmas...
publicado por mcm às 10:23
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 23 de Novembro de 2010

LUXOS e FAUSTO...

Tens alguma coisa contra luxos e coisas de alguma aparência faustosa?

- Assim, tipo viveres um mês no RITZ; e seres tratado/A por Sua Alteza; e fazeres gastos milionários, sem te importares?

Eu adoro a boa vida! Adoro fausto e luxo!

Não me ralava, nada de nada, de pertencer à Realeza e de viver como eles - com o Povo a pagar, tudo, para mim...

Infelizmente isso nunca me aconteceu, nem acontecerá:

- Príncipes não constam da minha agenda nem para um chá!

Este vídeo que escolhi, para os visitantes deste meu blog, tem uma música alegre; tem uma letra que fala destas coisas; tem Fred Astaire a dançar para ti, como um Príncipe do Sapateado, que ele foi de verdade.

Todos nós podemos ser ricos de alguma coisa que façamos realmente bem. De talento.

O resto, o que o dinheiro paga, é tudo uma questão de sorte.

- Uns têm-na. Outros sonham com ela. Outros, ainda, não ligam a essas coisas.

Olh! Fica bem!

- Com o que tens e com os teus sonhos.

Faz por sonhares com coisas de sonho e alegra os teus momentos.

sinto-me: uma zé ninguém...
publicado por mcm às 17:44
link do post | comentar | favorito

Uma foliona na cama...

Haviam dias, em que quando me deitava contigo na cama, me sentia endiabrada e sem controlo!

- Ficava inspirada das ideias; e proponha-te coisas ousadas; e falava-te de outras coisas, só por uma questão de humor; de brincadeira; de folia...

Sim eu gostava de ser uma grande foliona, na nossa cama. E de ser endiabrada, na nossa cama.

Ás vezes dizia-te assim:

- Hoje estás murcho. Hoje não tomaste o Viagra. Hoje estás " muito pouco homem" para mim.

- Quero que saibas que um Homem - à séria - para mim, toma uma caixa de Viagra, antes de me despir; de me assediar, nos sítios mais propícios; antes de me explorar, nos sítios mais necessários de serem explorados... Ouviste?

E tu que eras um divertido e um grande farrista, quando faziamos sexo, (e fora do sexo,) viravas-te para mim, muito sério, e dizias-me assim:

- O Viagra tu dou eu!

- Agora vais pagar, com língua de palmo, essas provocações que estás a debitar.

E saltavas para cima de mim e pronto.

- Eu não dizia mais nada. Eu só fazia coisas; só recebia de ti o mesmo; só pedia mais; só dava mais e mais... Até te gritar que não aguentava mais nada... Até te implorar - basta!

No fim, quando exaustos e suados nos deixávamos cair, para o lado, tu ainda me dizias mais isto:

- "Pequenina", se um frasco de Viagra não te consola eu tomo dois. Mato-me por ti, mas pronto... ficas satisfeita.

E dormiamos, então, abraçados e em paz: de corpo e alma consolados.

O sexo, connosco, era sempre um exercício de amor e de humor. Era salvífico...

sinto-me: nada talibã ...
publicado por mcm às 10:39
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 22 de Novembro de 2010

SEGREDOS...

Já tiveste algum segredo de Amor? Um daqueles segredos que levas contigo, quando um dia partires para sempre, deste Mundo?

- Ou , pelo contrário, és incapaz de teres um segredo?

És daquelas pessoas incapazes de guardar sigilo, seja pelo que for? Seja pelo tempo que for?

Eu gosto de segredos e de amores secretos.

Daqueles amores que ninguém imagina que eu estou a viver e que, no entanto, acontecem na vida, com toda a força e toda a capacidade de  se amar. Que nos testam e poêm à prova a todo o momento...

Esta música que aqui deixo, para ti, fala disto.

- Fala de um segredo de amor...

Eu recomendo que abras o vídeo; que ouças a canção; que leias o poema da canção; que vivas os teus segredos por amor, e de amor.

Tudo o que é secreto, tem oura magia!

- Projecta, ainda mais, as acções a desenvolver.

Eu gosto de segredos. Eu sei guardar um segredo.

Eu já vivi alguns segredos de amor.

Ficas curiosa? Ficas curioso?

- É segredo!

sinto-me: secreta qb...
publicado por mcm às 17:59
link do post | comentar | favorito

Recomeços...

Havia, agora, um tempo em nós, de muita esperança no nosso futuro!

Estávamos no inicio de uma nova etapa nas nossas vidas agitadas.

- Tu, sempre a viajares, entre vários continentes, quase nunca estavas comigo, a não ser para vires trocar de mala e me dares uns beijos apressados, enquanto fazíamos um sexo também apressado e sem qualquer empolgamento.

A tua vida "nos ares" mandou a nossa vida, de casal, para os ares!

Nós chegáramos ao ponto em que éramos um casal de "viúvos," vivos.

Sabíamos que tínhamos sido um do outro; mas também sabíamos que já tínhamos partido, dos braços um do outro, talvez, para sempre!

- Ou não.

Ou não porque eu não me resignava a perder-te e a ficar sem ti, quando ainda te amava; te admirava; te sentia agarrado ao meu corpo e à minha alma.

E foi dessa forma que me encontráste, nessa noite, em que te esperei no aeroporto.

Tu entraste no carro, deste-me um beijo, de raspão e disseste-me que vinhas cansado.

E eu revoltei-me e disse-te à queima-roupa:

- Ou voltas para mim; para a nossa cama; para as nossas vidas, ou tens que te amanhar sozinho.

Vou-me embora!

Tu não disseste nada; deste-me a mão; deste-me um beijo sincero; pediste desculpa pela tua ausência, permanente, de mim; do meu afecto; do meu sentir; do meu desejo por ti.

E acrescentaste:

- Estou a ficar cansado de tanta viagem.

Vou pedir, lá na empresa, para me substituírem por um mais novo.

Quero viver contigo mais e mais - coisas e tempo.

Eu anuí e a esperança voltou, mais uma vez, para as nossas vidas!

A nossa actualidade é essa:

- Voltámos a sair para jantar; voltámos às nossas  noites de sexo e copos; voltámos a ser um par normal, com uma vida decente, para um casal que se quer. Voltámos ao nosso amor, que é antigo e seguro.

Estamos no caminho certo, mais uma vez.

- Será assim, até quando?

Já recomeçámos tantas vezes!... Este filme já teve inúmeros "remakes" e sempre sobrevivemos... mas os anos éram outros.

- Éram menos. Tinhamos mais tempo e mais futuro, à nossa frente. Agora temos, já, menos tempo para "filmes" destes...

Para recomeços.

sinto-me: saudosa de gente boa...
publicado por mcm às 10:26
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Domingo, 21 de Novembro de 2010

INSTANTES

Clica aqui e maravilha-te... 

http://www.nzwide.com/swanlake.htm

 

Hoje fiquei deslumbrada com este vídeo que aqui deixo, para os visitantes deste meu blog!

Não me sentiria bem, se não partilhasse convosco, este momento tão belo e tão deslumbrante.

Para quem ama bailado como eu amo, este é uma autêntica obra-prima.

Jamais vi algo melhor e mais perfeito!

- Emocionante momento de dança!

Foi com todo o meu amor que deixei para vós, neste Domingo, de tempo tristonho e incerto, esta perfeita Obra de Arte.

Não fiquem na expectativa!

- Cliquem no endereço e vejam o vídeo, até ao fim e com olhos de ver.

São estes os momentos que valem uma pausa, e nos fazem crescer como pessoas.

O Belo nunca é em excesso! Nunca está a mais nas nossas vidas!

- Enche o teu olhar de instantes que valem a pena.

Tu mereces.

sinto-me: de mãe...
publicado por mcm às 17:28
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Uma mulher banal...

Desde que te cansaste de mim que os meus dias são cada vez menos intensos, e, mais banais.

Eu não sou aquela pessoa que tu imaginavas!

- Aquela mulher cheia de ideias na cabeça; empreendedora; sexualmente voluptuosa; socialmente aceite e invejada!

Eu sou uma pessoa banal que construíu, para ti, essa imagem - que tu tanto gostaste de ver em mim.

Ao princípio até eu acreditei que eu era - realmente - essa nova mulher!

- Passei a arranjar-me muito bem, todos os dias; passei a ler livros e jornais; passei a interessar-me por sexo; pelas experiências novas, de sexo; passei a fingir que adorava discotecas e antros de boémia nocturna... Passei a ser o que não era!

Cansei-me, rápido, dessa personagem em que me transformara.

- Voltei a ser aquela mulher simples; apagada; sem grandes ímpetos na cama; quase bicho do mato!

Tu ficaste desapontado, comigo; Cansaste-te do meu tédio; deixaste-me.

Agora sinto falta tua, por um lado!

- Sinto um grande alívio, por outro lado...

Estou só, é certo! Mas também não preciso de fingir, nada de nada.

- Sou eu e a minha autenticidade!

Talvez encontre alguém que goste de mim, como sou.

- Uma mulher banal, mas sincera e talvez capaz de ser uma boa companheira, para um homem, também simples como eu...

Para já não me desespero! A minha actualidade não é desastrosa a tal ponto.

Aguardo outros àmanhãs. As pessoas não são todas tão exigentes como tu.

sinto-me: ui...ui...ui...
publicado por mcm às 10:49
link do post | comentar | favorito
Sábado, 20 de Novembro de 2010

Homens com quimica...

És fascinada por homens com carisma?

- Daqueles homens que têm um magnetismo qualquer, que apetece, logo, saltar-lhes para os braços?

Ou, pelo contrário, és daquelas que, desde que seja "homem," não é preciso mais nada?

Eu gosto de homens com carisma! Daqueles que todas as mulheres de bom gosto, gostam, também! E que, cá para mim, são um enorme "abismo" em que nos metemos se resolvermos "acampar" na sua cama...

Este vídeo que deixo hoje aqui, para os visitantes deste meu blog, tem uma música fantástica e tem a cantá-la um homem desses...

Depois que Joaquin Fhoenix desempenhou o papel de Johnny Cash, no cinema, que eu deixei de ouvir as músicas de Cash e prefiro J. Fhoenix, dos pés à cabeça.

- Canções; homem; tudo.

Enfim! Aos Sábados podemos desabafar um bocado, umas com as outras...

Até, talvez não aches o mesmo que eu, sobre Fhoenix - mas a quimica é uma coisa pessoal, verdade?

Escolhe o teu parceiro pela quimica e depois logo se verá todo o resto;

- Sem quimica as coisas não funcionam, de todo.

Juro!

sinto-me: enlouquecida...
publicado por mcm às 18:07
link do post | comentar | favorito

Nós, a nossa paixão e um sofá...

Qualquer coisa que fizéssemos, nessa época, era sempre um momento especial!

Era, ainda, a época em que estávamos cheios de paixão - um pelo outro - e cheios de paixões, pela Vida!

- Nós amávamos a Vida! Nós tínhamos gostos comuns que nos proporcionavam, a ambos, um especial gosto em viver a Vida.

Os nossos momentos, mais íntimos, de paixão eram um hino à Vida!

Tu deitavas-me naquele sofá; tu deitavas-te ao meu lado, naquele sofá; tu apelavas aos teus dons de sedução, lá, no sofá; e, naquele sofá, nós fomos uns loucos da paixão e do sexo e do pós-sexo.

- No pós-sexo éramos absolutamente infantis!

Éramos infantis porque dávamos gargalhadas, sem motivo; porque dávamos palmadinhas, um ao outro; beliscos, ao de leve e em sítios improváveis, um ao outro; dávamos a mão, também, um ao outro; e fazíamos juras de amor eterno que nunca, jamais, cumprimos.

Os nossos momentos de pós-sexo eram uma catarse, para as nossas almas impuras, já poluídas pelas vidas vividas, no antes.

Antes de nós, um com outro, as coisas tinham uma história mais pesada.

- Faltava a ambos, a pureza que reencontrámos, no nosso percurso juntos.

- Faltava a ingenuidade da paixão.

Fomos sinceros; fomos espontâneos; fomos genuínos - no sexo e fora dele.

Fomos sem dúvida dois loucos, enquanto nos tivémos, sempre à Sexta, naquele sofá.

Também não tinhamos mais nada!... Éramos pobres...

- Só nós; a nossa paixão; um sofá.

E uma forte paixão pela Vida.

sinto-me: ensonada...
publicado por mcm às 10:19
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 19 de Novembro de 2010

INSPIRADA...

Hoje é Sexta-feira! Haja Deus...

Se o Inferno existe, hoje eu vivi um ensaio geral, nele.

Mas, passando às coisas que interessam:

- Tens programa para esta noite?

Uma das minhas paixões, à Sexta-feira, é ir dançar.

Visto-me para a dança; janto qualquer coisa, por aí; vou dançar..."all night long"...

E tu? Quais os teus gostos para uma saída nocturna?

- Não tens? Não sais?

Eu também gosto de ficar a conversar, se estou com alguém interessante; também gosto de ver um filme, jeitoso; também gosto de não fazer nada de nada - ficar só, a curtir uma música e um bom silêncio.

Esta música que escolhi, para ti - especialmente - é um arraso!

Abre o vídeo e inspira-te.

Faz o que te apetecer... mas faz por ficares feliz e em paz.

Isso é que conta.

sinto-me: inspirada...
publicado por mcm às 18:42
link do post | comentar | favorito

Hoje será uma noite dos deuses...

Hoje agradeço a Deus, tudo o que tive e tenho contigo.

- Agradeço os teus beijos; agradeço o teu amor; agradeço o teu humor, tão útil e necessário; agradeço a tua virilidade; agradeço o teu gosto por sexo; agradeço os bons petiscos que cozinhavas e cozinhas, para mim; agradeço as tuas mãos, hábeis, quando poisadas no meu corpo.

Por tudo isto que digo, e mais tudo o que não digo, eu sou crente no amor; sou crente no sexo; sou crente nos homens , bons, belos e generosos como tu.

Agora que te recordo, tal como és e foste, agradeço a Deus  o ter-te colocado no meu caminho.

Agradeço todos os momentos de sonho e sonhos que tivemos, juntos.

Agradeço todos os beijos que demos, ao mundo inteiro, só porque nos sentíamos felizes e muito satisfeitos, um com o outro e com a Vida em geral!

Agradeço-Lhe por existires e por seres um dos meus maiores amores.

- Por seres o meu único Amor Eterno!

Pertences ao meu mundo- interior e exterior - para sempre.

Todos os meus devaneios - eróticos; sexuais; idílicos; românticos são, por momentos - nestes momentos - só teus.

Hoje acordei assim:

- Com uma enorme vontade de te ver; fazer sexo contigo; rir, o resto da noite, contigo. De "comer" do banquete dos prazeres da lúxuria, contigo.

Hoje será uma noite dos deuses.

Hoje agradeço a Deus ser tua e tu seres meu.

Hoje acordei assim! Banal e outras coisas.

Ámen.

sinto-me: brincalhona
publicado por mcm às 10:31
link do post | comentar | favorito

.Eu...

.pesquisar

 

.Outubro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Primeiras chuvas de Outon...

. Outono!

. Primavera!

. Hoje

. O circo

. Diz-se ...

. Destralhar ?

. Que triste!

. Mais um Natal!

. E aquele Blatter ?! ...

.arquivos

. Outubro 2016

. Setembro 2015

. Março 2015

. Janeiro 2015

. Agosto 2014

. Dezembro 2013

. Outubro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Março 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

.tags

. todas as tags

.Subscrever feeds

.links

.favoritos

. VIAGEM A PARIS E (DE GRAÇ...

. Diário de Rita... o beijo...

. «O diário de Rita»...home...

. «O diário de Rita»...

. O meu Blog Original...

. Boa Páscoa...

. Surpresa pela negativa!