Domingo, 25 de Julho de 2010

Oração...

 

"Creio"

...nos anjos que andam pelo mundo;

... na flor humilde que se encosta ao muro...

... Creio que tudo é eterno num segundo...

... Creio nas lendas, nas fadas, nos atlantes...

... Creio que o amor tem asas de ouro;

ÁMEN"

 

Ana Moura cantando, como só ela sabe, um poema que merece ser ouvido; saboreado; memorizado; recitado, de vez em quando, quando a descrença de tudo - e em todos- nos bata à porta.

- Uma quase Oração!

Poesia da melhor para encher a nossa vida de sentido. Para que este dia termine em grande.

Ps:

E o vídeo é lindo de morrer. Tudo aqui, ao vosso dispor, para alegrar um pouco, a quem quiser e gostar.

Coisas belas; simples; profundas.

 

sinto-me:
publicado por mcm às 17:44
link do post | comentar | favorito

O que me apetecia, agora,...

Acordei e estou cheia de calor e sem vontade de ir à praia.

Aquilo que me apetecia, agora, era algo diferente e bem mais sugestivo.

Apetecia-me que a minha casa desse para um relvado, bem cuidado; que nesse belo relvado, ladeado de árvores frondosas, houvesse, ao meio, uma piscina, em forma de coração; e para onde eu me atirásse a pés juntos sem me magoar; e que, quando estivesse refrescada e cansada de nadar, voltásse para a relva, aonde me estenderia, numa toalha enorme e branca; e comigo, a meu lado - quieto e sem tropelias - o meu cão, em pose magestática e contemplativa.

Estávamos nisto enquanto nos apetecesse; e, depois, nos intervalos, ìamos à cozinha; e eu tomava um sumo fresco e ao meu cão dava, também, um pouco de icecream de baunilha, que ele lamberia com maneiras de cão.

Hoje era assim que as coisas se passariam, caso eu tivesse essa casa:

- Com piscina, com relvado, e um cão - que também não faz parte do meu património.

Hoje não haveria "comezainas"; não haveria namorado por perto; não haveria sexo, de espécie alguma: nem em pensamentos; não haveria mais nada nem ninguém ao meu redor.

- Só eu; uma piscina; um relvado; um cão, e, um céu que me cobriria por inteiro e por onde me "escapava" quando me desse para isso.

E já agora, digam lá, se não seria um dia fiche, e de fresca  e merecida calma?!...

Mas são única e simplesmente, evasões!

 

Ps: Hoje vou à praia - à falta de melhor. Vou torrar o corpo e as ideias.

sinto-me: a divagar...
publicado por mcm às 10:36
link do post | comentar | favorito
Sábado, 24 de Julho de 2010

Esplendor na Relva...

 

Um filme que faz parte das minhas escolhas cinéfilas.

- Uma das minhas paixões a ver e rever -sempre - no grande ecrã. Um par que jamais acabará junto mas que se ama perdidadmente.

- É vitima dos preconceitos e do contexto político da época... preconceitos esses que, hoje em dia, fariam pouco sentido.

Mas a liberdade, toda, que hoje há ao dispor dos jovens também não é bem aproveitada.

Cada vez mais, as pessoas são escravas, sem se darem conta. São escravas e não têm resultados, positivos,  e de bem-estar, com o uso de toda a sua liberdade.

A liberdade, da forma que as coisas hoje se passam, é um eufemismo.

 

Ler aqui...

 http://www.imdb.com/media/rm1096914944/tt0055471

 

http://pt.wikipedia.org/wiki/Splendor_in_the_Grass

sinto-me:
publicado por mcm às 19:23
link do post | comentar | favorito

As minhas loucuras secretas...

Há dias em que acordo cheia de energia e de ideias boas e arrojadas.

Hoje acordei assim: virada para as loucuras secretas, que reservo para fazer, nestes dias especiais, em que tudo me parece bom, bonito, apetecível e ao meu alcance. Basta estalar os dedos e tudo acontece!

A primeira coisa que fiz, foi ligar ao meu namorado, e contar-lhe que me sinto disponível para coisas sugestivas...

- Coisas que podem ser de âmbito recreativo; de âmbito gastronómico; de âmbito erótico; de âmbito sexual; de todos os âmbitos.

Quando eu lhe liguei, cedo, ele ainda dormia e, foi ficando acordado, à medida em que eu, do lado de cá, lhe ia propondo sairmos; irmos a qualquer sítio, mais longe; passearmos de mão dada e abraçados, por lá; escolhermos um sítio mais recatado e deitarmo-nos na relva; e, se possível fazermos amor, sem que ninguém nos veja, a não ser o sol que nos aquecerá e as árvores que nos abençoarão por tanta energia, que devolveremos à terra que nos servirá de leito...

Ele ia ouvindo; dizendo: "hum" parece-me bem; já estou acordado... e agora estou de saída...para o pé de ti."

Eu desliguei o telefone, arranjei-me, e estou prontinha para ir à aventura, lá para os lados aonde a Natureza é frondosa, acolhedora, confortável e discreta. (Mesmo que façamos sexo as àrvores não contarão nada do que viram a ninguém.)

Hoje irei dar asas às minhas loucuras mais secretas:

- Quando acordo assim, tudo pode acontecer...

E por norma acontece.

- E, também, que mal tem, deitarmo-nos ao sol, na relva, e fazermos amor?

Eu acho que é bom e normal. E no Verão, as camas estão muito quentes e os quartos ficam muito claustrofóbicos, etc!...

A Natureza espera por nós e acolhe-nos.

É da nossa natureza fazermos o que nos dá na gana.

- Façamo-lo pois então!

É a vida no seu auge.

sinto-me:
publicado por mcm às 10:22
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 23 de Julho de 2010

Coisas que me deixam feliz...

 

O que eu gosto de bailado nem vos consigo contar aqui!...

Gosto de ballet clássico; de contemporâneo; de danças latinas; de danças de salão,... !

- E gosto de flamengo e de Joaquin Cortez.

Há quem diga que ele não dança!

Que as pessoas aderem aos seus espectáculos, porque tem um bom corpo e alguma beleza.

Eu penso que isso são coisas de gente que não aprecia um bom bailarino.

- São pessoas que gostam de falar mal.

Havia um outro, de nome António, que eu gostei e gosto imenso de ver  actuar.

Em flamengo são os meus preferidos.

Dança é uma das minhas paixões maiores.

sinto-me: apressadíssima...
publicado por mcm às 18:08
link do post | comentar | favorito

Não percebo nada de homens...

Por vezes apresentam-me um homem, que nunca antes vira, e, olho para ele e bem cá dentro, faço-lhe logo, uma avaliação qualquer, sobre o seu perfil, em sentido lato.

Sobre uns penso assim:

- Penso que pode ser um chato; que é feio; que é alto, em demasia; que não come com maneiras requintadas; que deve ser uma fraude, na cama; que não deve ser generoso; que deve ser muito falho de gosto estético; que se veste mal; que é muito senhor do seu nariz; que não me interessa para nada de nada: nem amigo, nem sexo, nem nada!

Sobre outros penso o contrário:

- Penso logo que é um "charme"; que é distinto; que tem gostos requintados; que deve ser muito activo sexualmente; que deve fazer sexo com grande criatividade; que é misterioso; que cheira bem; que gostava que me beijasse; que gostava de ir dançar um tango com ele; que gostava que ele me convidasse para fazermos coisas loucas, juntos; que deve ser um homem interessante e a descobrir,...nas facetas todas.

Porém, já várias vezes, neste jogo, dei com os burros na água! Não correu bem!

Muitos homens, com um ar mais discreto e menos apelativo, se revelaram, depois de conhecidos, em mais profundidade, bons em quase tudo.

- Uma revelação que nos consola e surpreende pela positiva.

Dos outros, os mais gostosos ao primeiro olhar, tenho tido algumas decepções que foram totalmente inesperadas. Alguns até se revelaram ser, uns falos de carácter e algo perigosos e grosseiros.

E concluo, então, desta maneira.

- Sobre homens e o seu aspecto, nunca embarques em situações, de pré-avaliação, ao primeiro olhar.

Conhece; vai conhecendo; vai vendo e experimentando, e depois, mais tarde, se verá.

- Atira-te de cabeça, ou retrai-te!

As primeiras «vistas,» nesta matéria tão delicada, podem vir a revelar-se um precipício para aonde podes cair, sem quereres, ou esperares, e depois, para saires de lá, será uma subida aos infernos.

- Chegas ao cimo desfeita!

 

Ps. Mas algo me diz que eu não percebo nada de homens.

sinto-me:
tags: , , ,
publicado por mcm às 11:05
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 22 de Julho de 2010

Nostalgias...

 

Há lugares que perdem a graça toda, porque um dia fomos felizes lá, com alguém, que depois nos desiludiu e já não está connosco.

Esta canção fala disso mesmo...

Veneza é para visitarmos, quando apaixonados e para não voltarmos, mais lá, a não ser que a paixão perdure.

O resto será nostalgia da felicidade perdida. Será de uma imensa tristeza e o total definhar das nossas boas recordações.

- "Nunca voltes ao lugar aonde um dia foste feliz"... diz a sábia frase...

sinto-me: ao «SOL»...
publicado por mcm às 18:50
link do post | comentar | favorito

A fingir e a fazer frete,"na cama"...

Toda a gente fala muito, imenso, a toda a hora, insistentemente, em sexo!

Fala-se de aventuras sexuais; de poses e posições, na cama; nas performances, mais ou menos sugestivas, dos nossos parceiros; das "n" "seguidas" que se "deram"; das "miúdas" que estão dispostas a tudo; das mulheres maduras que dão tudo por uma noite de sexo; dos homens insaciáveis,...; de conquistas; de "oferecimentos".

Eu ponho-me a pensar nisto tudo e ocorre-me o seguinte:

- Frequentes vezes converso com pessoas, em privado, que me dizem que fazem "fretes" na cama. Que aquilo que esperam do sexo, quase nunca lhes chega, com o seu parceiro de desempenho sexual, nesse momento.

Ouço homens, ouço mulheres: que se queixam da sua vida sexual ser insatisfatória, rotineira, quase sacrificial. É um frete. Perdeu-se a "chama"- dizem.

Eu não sei, de todo, se, quando eles ou elas estão com os seus parceiros, a fazerem sexo, lhes dizem isto mesmo - que aquilo não está "no ponto"; que já deu o que tinha a dar!

Penso até, que a maioria finge, euforicamente, coisas que não sente. Manda sinais errados ao parceiro.

Por mim, e baseada em factos reais, confesso que se dá demasiada importância ao sexo.

E devido a esse estigma, as pessoas sentem-se compelidas a fazerem sexo, sem quererem, e a mentirem sobre o seu desempenho sexual.

Mentem aos parceiros; mentem aos amigos; mentem a si mesmos.

Concluo assim:

- Há dias em que o sexo é uma chatísse! É tudo a fingir.

Quando estamos cansados; desmotivados; ressabiados com o nosso parceiro; quando, simplesmente, não nos apetece, é uma grande seca estar ali deitado a fingir. A suspirar, a rebolar, a gemer,... e a fingir.

Não nos apetecer fazer sexo, é, ou devia ser, tão normal, como se nos apeteça, devorar uma ementa erótica do principio ao fim. Vezes sem conta!

Penso que se empolga e quantifica, muito, uma coisa que não tem tanta importância como lhe atribuem. Um dos mitos do sexo é esse.

- É toda a gente  achar que se não fizer sexo, se não lhe apetecer fazer sexo, não é  uma pessoa normal.

Então mente e finge... É uma frustração total.

sinto-me: a dizer a verdade...
publicado por mcm às 10:59
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 21 de Julho de 2010

Amo, amo, amo...

 

Este som endoidece-me; relaxa-me; evade-me; transporta-me; leva-me...

E eu gosto e deixo-me levar.

Clica no vídeo e escuta com muita atenção.

- São coisas como esta que te lembram que és mais que simples matéria...

Vá, evade-te da tua circunstância, agora. Se puderes deixa-te vaguear... e não regresses tão cedo.

O dia pode, ainda, terminar bem para ti.

- Faz tu os teus momentos de diferença, nos teus dias.

sinto-me:
publicado por mcm às 18:13
link do post | comentar | favorito

Vestida para o dia...

Eu na brincadeira...

Às quartas-feiras tenho sempre uma actividade extra.

- Vou, durante umas horas, ajudar os outros, voluntariamente.

Há que darmos um pouco do nosso tempo, a fazer mais qualquer coisa para além daquilo que temos que dar, como cidadãos normais, no nosso dia a dia:

- Trabalhar; conviver; ter uma vida familiar organizada; dormir; acordar.

Eu gosto deste dia! E visto-me a preceito.

Hoje vesti umas calças de ganga - com remendos artísticos e pedrinhas - coloquei uma camisola de gola alta e mangas à cava, e de padrão "tigresse" e umas sandálias de plataforma, baixas e pretas.

Como acessórios adicionei um colar de missangas cor de laranja e um anel a condizer. Os brincos são os mesmos de sempre:

- Umas bolinhas minúsculas em prata, por causa das alergias ao níquel.

No carro, e porque tenho de ir a outros sítios, entretanto, coloquei um blazer mais "chique" que me fará compor a toilete, fora daquele lugar aonde gosto de estar com um look cuidado, prático e inspirador para quem já se sente derrotado e só vê pessoas de bata branca e outras do mesmo género.

As quartas-feiras são um dos meus dias preferidos, em toda a semana.

Á noite sinto-me cansada, no corpo,... mas a minha alma está repleta de bem-estar e alegrias.

Uma das minhas recompensas, neste dia, é o visual ser leve e descontraído, e, eu sentir, ainda assim, que as pessoas se sentem distinguidas porque me "embelezei" para as ir visitar.

Gosto muito de pensar que sou útil aos outros e que os outros apreciam isso em mim.

- É uma das minhas paixões,... entre muitas mais.

 

Ps: Foto captada com a minha Webcam e que deve imenso à qualidade...

sinto-me: a contar coisas...
publicado por mcm às 10:57
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Terça-feira, 20 de Julho de 2010

Este homem inspira-me...

 

Eu "conheço" António Banderas.

- Nunca estive com ele; não jantámos; não conversámos; não dançámos; não nos beijámos,... mas eu conheço-o muito bem e de longa data.

Antonio Banderas não precisa de adjectivos para ser apresentado aqui neste meu blog.

Como actor; cantor; dançarino; performer e "and so on"... ele é um Artista maior. È um must!

Sem querer dizer banalidades que soem «foleiras,» sobre tão apelativa pessoa, apenas escrevo para vós, uma frase, que diz tudo o que ele representa, no meu imaginário erótico, artistico, poético;

- António Banderas inspira-me,... de todas as maneiras.

Faz-me bem vê-lo e ouvi-lo.

sinto-me: inspirada...
tags: ,
publicado por mcm às 17:14
link do post | comentar | favorito

Estava aqui a pensar...

Hoje acordei triste, cansada e deprimida. Estou com maus pensamentos.

- Tenho destes dias!

Estava aqui a pensar naquelas pessoas a quem damos tudo, e que um dia, sem que contemos, nos causam uma enorme decepção.

- Nos traem; nos atropelam; nos desconsideram; nos denigrem; nos subalternizam,... nos decepcionam.

Essas pessoas «traidoras» dos nossos afectos são, quase sempre, pessoas frustradas, incompreendidas e incompreensivas, hiper-egoistas e incompetentes, para amar os outros. Só se vêem a si mesmas!

São pessoas  "autistas" e que se elegem como sendo o centro do mundo.

- Sem elas o Mundo seria um lugar deserto! O seu trabalho é o mais importante; as suas decisões são as melhores; os seus jantares ou almoços são os únicos, em que se recebe bem, se come bem, se colocam uns pratos de porcelana na mesa; os seus subordinados são todos uns traidores; ninguém é mais «generoso» que elas nem mais «altruísta» que elas!

Estas pessoas estão, completamente, cegas! Não conseguem ver a sua realidade!

Quando se dão conta de si mesmas, já ninguém as atura; já ninguém as considera; os amigos já se foram embora.

As pessoas que nos desiludem em todos os aspectos da nossa imensa confiança nelas, são aquelas a quem temos menos capacidade de vir a perdoar.

Ficamos sempre desconfiados e à espera de uma próxima desconsideração ou traição.

Os verdadeiros afectos são muito dificeis de manter. Tem que se possuir uma imensa capacidade de encaixe - ou não.

As más atitudes e os maus comportamentos, vindos de amigos, que consideramos muito, causam feridas profundas que custam imenso a sarar.

sinto-me: apressada...
publicado por mcm às 10:47
link do post | comentar | favorito

.Eu...

.pesquisar

 

.Outubro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Primeiras chuvas de Outon...

. Outono!

. Primavera!

. Hoje

. O circo

. Diz-se ...

. Destralhar ?

. Que triste!

. Mais um Natal!

. E aquele Blatter ?! ...

.arquivos

. Outubro 2016

. Setembro 2015

. Março 2015

. Janeiro 2015

. Agosto 2014

. Dezembro 2013

. Outubro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Março 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

.tags

. todas as tags

.Subscrever feeds

.links

.favoritos

. VIAGEM A PARIS E (DE GRAÇ...

. Diário de Rita... o beijo...

. «O diário de Rita»...home...

. «O diário de Rita»...

. O meu Blog Original...

. Boa Páscoa...

. Surpresa pela negativa!