Segunda-feira, 30 de Novembro de 2009

«O diário de Rita»...

(continuação)

...

 Por vezes Rita pensa em como seria diferente, a sua vida, se não fosse capaz de prestar atenção às coisas; ou se não as conseguisse memorizar. Rita pensa hoje na capacidade de prestar atenção! Na capacidade de nos concentrarmos, seja no que for, e de retermos o que interpretamos, sobre aquilo que vemos...

- A capacidade de «organizarmos» arquivos de «memória».

Veio-lhe este pensamento à cabeça porque há dias reparou, com muita atenção, num programa da TVsic em que os jovens que por lá passavam, a cantar, quase nenhum deles sabia as letras das canções e, invocavam falta de memória!... Mas, iam para lá, especificamente, para cantarem; serem candidatos a «ídolos»... Embora não sabendo nem conseguindo fixar as letras das canções! E, queixavam-se disso:

- Queixavam-se, mas duma forma externa a eles; como se isso não lhes dissesse directamente, respeito! E era dramático vê-los ali daquela maneira atrevida, inconsciente e quase bizarra a fazerem más figuras e a lamentarem-se.

Rita tem, sobre este assunto, algumas ideias; bastante  pensadas:

- Se um jovem passa a sua vida a derivar de interesses; a derivar de programas; a derivar até de cadeira onde se senta; a derivar de marcas de roupa; a derivar de TLM; a derivar de amigos; a derivar de namorada; a derivar de gostos em geral, como consegue esse jovem, poder prestar atenção e fundamentar uma ideia, sobre as suas opções de «deriva»?!... Que faz permanentemente?!... Incessantemente? Por instabilidade e falta de disciplina de pensar?!...

 Hoje em dia, não é fácil a um jovem prestar atenção seja ao que for: por mais que um dois segundos... E depois disso, «deriva»...

- Faz zapping; zarpa; dá de «frosques»; muda de rede social; envia SMS para desconhecidos... e, fica à deriva...derivando ao acaso, numa impossibilidade total de se concentrar, seja no que for.

E Rita pensa então, em si própria, e em como as suas capacidades de atenção e de memória lhe são vitais. Lhe são primordiais!

Como poderia Rita saber os seus poemas eleitos; as sua canções predilectas; os seus autores amados; os seus mais que muitos nomes de contactos; de amigos; as caras conhecidas e menos conhecidas... se, não cultivasse a atenção e a memória? Se não «parasse» nesses lugares para os apreender e arquivar na sua memória?

Como seria pobre o seu dia a dia se não conseguisse lembrar nenhum verso de Neruda; ou de Sofia; ou de Prévert?... Como seria indigente a sua existência se, não visualizasse, de memória, os fantásticos quadros de VERMEER, de GIOTTO, de BACON e de tantos mais?...

Como poderia saber-lhes os versos, as temáticas e as cromáticas se, se não recordasse dos seus nomes?

E Rita pensa nos jovens, dispersos e desenraizados: sem nomes de grandes "Heróis do Pensamento", nas «algibeiras» da memória; e sente uma enorme tristeza pelo seu futuro; que será, de muita informação e de tão pouco conhecimento; já que sem atenção não se retém; e se não se retém, não se têm dados para arquivar na memória; e sem  dados na memória somos «zombies»...

- Somos mortos vivos: porque não sabemos porque, e para quem, existimos...

E Rita pensa em como as suas vidas irão ser insuportáveis, e sem horizontes de evasão... e sente-se triste por eles...

...

continua

sinto-me: apressadíssima...
publicado por mcm às 10:59
link do post | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

.Eu...

.pesquisar

 

.Outubro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Primeiras chuvas de Outon...

. Outono!

. Primavera!

. Hoje

. O circo

. Diz-se ...

. Destralhar ?

. Que triste!

. Mais um Natal!

. E aquele Blatter ?! ...

.arquivos

. Outubro 2016

. Setembro 2015

. Março 2015

. Janeiro 2015

. Agosto 2014

. Dezembro 2013

. Outubro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Março 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

.tags

. todas as tags

.Subscrever feeds

.links

.favoritos

. VIAGEM A PARIS E (DE GRAÇ...

. Diário de Rita... o beijo...

. «O diário de Rita»...home...

. «O diário de Rita»...

. O meu Blog Original...

. Boa Páscoa...

. Surpresa pela negativa!